SÃO PAULO - Apoiada nas ações dos carros-chefe, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) começa a semana em território positivo. Por volta das 12h50, o Ibovespa subia 1,64%, para 60.971 pontos, com giro financeiro em R$ 2,82 bilhões.

Em Wall Street, o resultado acima do esperado do Bank of America não foi suficiente para segurar os investidores na ponta compradora. Depois de um começo de pregão em alta, há pouco, Dow Jones caía 0,30% e o Nasdaq perdia 0,21%.

No câmbio, a moeda norte-americana continua perdendo valor ante o real e é negociado a preços não vistos em mais de nove anos. Há pouco, o dólar valia R$ 1,585 na venda, queda de 0,25%.

O diretor de renda variável da FinaBank Corretora, Edson Marcellino, avalia que a bolsa brasileira reflete o melhor ânimo externo, onde as preocupações com o setor financeiro caíram de forma significativa depois de balanços melhores do que o esperado. O pregão de hoje também é mais movimentado em função do vencimento de opções sobre ações.

Marcellino destaca que as compras estão apoiadas em Petrobras e Vale, que receberam recomendações positivas de analistas externos e internos. As siderúrgicas também ganham valor em função da menor preocupação com o preço das commodities.

Há pouco, o papel PN da estatal subia 1,28%, para R$ 38,69, enquanto Vale PNA aumentava 2,19%, para R$ 41,04. Entre as fabricantes de aço, Gerdau PN avançava 3,73%, para R$ 34,40, e CSN ON tinha alta de 2,67%, para R$ 62,70.

Depois de avanços superiores a 10% na semana passada, os bancos passam por uma realização de lucros. Bradesco PN perdia 0,14%, para R$ 34,62, e Itaú PN recuava 0,98%, para R$ 34,25. Em direção contrária, as units do Unibanco seguiam ganhando valor, avançando 1,14%, para R$ 21,23.

Para Marcellino, se o cenário externo seguir sem surpresas negativas, a Bovespa pode subir mais um pouco durante a semana, mas ainda é cedo para falar em tendência. O diretor nota que o índice segue de lado, oscilando entre 59 mil e 62 mil pontos. Tem que afastar bem os problemas com o setor financeiro para o mercado pegar um ânimo maior.

Ainda dentro do Ibovespa, forte alta para a ação ON da Souza Cruz, que valia R$ 45,79, com valorização de 5,65%. Lojas Renner ON ganhava 4,17%, para R$ 30,94, e Cyrela ON subia 4,39%, para R$ 21,40.

Na ponta vendedora, Net PN cedia 2,39%, para R$ 20,00. O lucro trimestral da companhia recuou 10% no comparativo anual, para R$ 28 milhões. Em relatório, a Brascan Corretora destacou os resultados operacionais da empresa, que seguem fortes com aumento na base de clientes em TV, voz e internet. A corretora está revisando seu modelo para a Net, mas reafirma a recomendação outperform com preço-alvo em R$ 31,54.

Fora do índice, destaque para as ações ON da OGX Petróleo. Depois de declinar 21% na semana passada, o papel verifica recuperação, avançando 14,06%, para R$ 730,01.

(Eduardo Campos | Valor Online)

Leia também:

Leia mais sobre Bovespa - dólar

    Leia tudo sobre: bovespa
    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.