Washington, 25 mar (EFE).- O Fundo Monetário Internacional (FMI) disse hoje que os mercados ainda não chegaram ao fundo do poço e não farão isso em um futuro próximo, e ressaltou a necessidade de medidas adicionais para sair desta intensa crise.

"Os países que puderem deveriam tentar não cortar as medidas de estímulo fiscal em 2010", disse hoje, em entrevista coletiva, o diretor do Departamento para Hemisfério Ocidental do FMI, Nicolás Eyzaguirre, que afirmou que ainda não há luz no final do túnel. EFE tb/an

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.