Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Mercados: Juros futuros têm leve queda apesar de IPC acima do esperado

SÃO PAULO - Depois de acentuada elevação de ontem, os contratos de juros futuros ensaiam uma correção de baixa nesta quinta-feira. O recuo acontece mesmo depois de o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) ficar acima do consenso de mercado.

Valor Online |

De acordo com a Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe), a inflação no município de São Paulo subiu 0,96% no fim de junho, superando o consenso que apontava para acréscimo de 0,90%. No entanto, o índice subiu menos com relação ao encerramento de maio, quando foi verificada elevação de 1,23%.

Há pouco, o contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) com vencimento em janeiro de 2009 apresentava estabilidade a 13,43%. O DI para janeiro de 2010 operava com baixa de 0,03 ponto, para 15,31%. Janeiro 2011 recuava 0,02 ponto, para 15,52%. E janeiro 2012 apontava 15,27%, avanço de 0,02 ponto.

Entre os contratos mais curtos, agosto de 2008 perdia 0,01 ponto, para 12,31%. O vencimento para setembro de 2008 desvalorizava 0,01 ponto, para 12,54%. E o DI para outubro de 2008 também caía 0,01 ponto, projetando 12,77%.

Segundo o gerente da mesa financeira da Hencorp Commcor Corretora, Rodrigo Nassar, o mercado de juros tenta uma realização de lucros depois da acentuada alta das últimas sessões.

Quanto ao IPC, Nassar avalia que o comportamento das curvas indica que os agentes preferiram precificar o índice como dentro do esperado do que acima e, assim, segurar um pouco o mau humor que vem ditando o rumo dos negócios.

O gerente também acredita que a liquidez no mercado de juro tende a diminuir no decorrer do dia em função do feriado nos Estados Unidos. Hoje, os mercados americanos operam em sessão reduzida e, amanhã, não haverá pregão em Wall Street.

Para Nassar, a recente piora nos índices de inflação e a deterioração de cenário externo, onde o aumento do petróleo consome a confiança do investidor, dão aval para uma atuação mais agressiva do Banco Central (BC).

Segundo o especialista, o Comitê de Política Monetária (Copom) deve anunciar uma alta de 0,75 ponto percentual na Selic no dia 23 de junho, puxando a taxa básica dos 12,25% para 13%.

O Tesouro Nacional realiza hoje de leilão de tradicional de Letras do Tesouro Nacional (LTN), Letras Financeiras do Tesouro (LFT) e Notas do Tesouro Nacional Série F (NTN-F). As propostas serão tomadas das 12h às 13h, com operação especial das 15h às 15h30.

(Eduardo Campos | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG