F, sob pressão externa - Home - iG" /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Mercados: Juros futuros operam com alta na BM F, sob pressão externa

SÃO PAULO - Os contratos de Depósitos Interbancários (DIs) operam com valorização tanto na ponta de curto prazo, quanto nos vencimentos mais longos. A piora do humor no quadro externo e a valorização do dólar no ambiente doméstico explicam o movimento.

Valor Online |

Há pouco, o contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) com vencimento para janeiro de 2010 subia 0,08 ponto percentual, para 14,76%. Janeiro 2011 tinha aumento de 0,10 ponto, a 15,20%. O vencimento de janeiro de 2012 apontava 15,73%, com elevação de 0,25 ponto.

Na ponta curta, dezembro de 2008 marcava 13,82%, avanço de 0,03 ponto percentual. O DI para janeiro de 2009 era negociado a 13,93%, com estabilidade em relação ao pregão anterior. O contrato com vencimento no mês que vem era o único a cair, 0,02 ponto percentual, mas já registrou alta de 0,05 ponto percentual na máxima obtida nesta manhã.

Lá fora, os investidores sustentam preocupações com dados da economia real, como as vendas no varejo americano ficaram abaixo do esperado em setembro. O temor de que a crise financeira tenha afetado demasiadamente a economia sustenta o pessimismo nesta jornada.

Segundo Flávio Serrano, economista-sênior do BES, a valorização das taxas de médio e longo prazo estão estreitamente relacionadas com a aversão a risco dos investidores, tendo em conta as perspectivas de recessão.

Já entre os vencimentos curtos, até janeiro próximo, o ajuste está relacionado com o comportamento do dólar. Se a moeda americana sobe, os agentes embutem nas taxas o risco de pressão inflacionária que a divisa valorizada carrega.

O comportamento da moeda, aliás, continua resistindo às atuações do Banco Central (BC). Depois de ter feito um leilão à vista, a autoridade monetária vendeu US$ 600 milhões em um leilão de linha (com compromisso de recompra dos dólares vendidos) e fará mais um desse tipo logo mais, às 14h30. O BC está cumprindo neste momento também o leilão de swap cambial, cujo resultado será divulgados às 13h15.

Instantes atrás, a divisa era comprada a R$ 2,1620 e vendida a R$ 2,1640, com apreciação de 3,44%. O Ibovespa caía 7,06%, para 38,633 pontos.

(Bianca Ribeiro | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG