Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Mercados: Inflação nos EUA é o destaque do dia

SÃO PAULO - A agenda da terça-feira tem foco nos dados externos, com destaque para a inflação no atacado nos Estados Unidos e para a decisão de juros do Banco do Japão, que optou pela estabilidade da taxa básica em 0,5% ao ano.

Valor Online |

Por aqui, o único indicador do dia é o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), que será apresentado pelo Ministério do Trabalho e Emprego.

Às 9h30, o Departamento de Trabalho dos EUA traz o Índice de Preços ao Produtor (PPI) referente ao mês de julho. A previsão é de alta de 0,6%, seguindo elevação de 1,8% em junho. Para o núcleo do indicador, que exclui a variação dos alimentos e da energia, a estimativa é de novo aumento de 0,2%.

Na semana passada, foi apresentado o Índice de Preços ao Consumidor (CPI), que surpreendeu para cima ao apontar aumento de 0,8%, contra previsão de 0,4%. O núcleo também superou as projeções, ficando em 0,3% contra o 0,2% calculado.

Também hoje serão apresentados novos indicadores sobre o setor imobiliário norte-americano. A previsão é de que a atividade de construção de novas casas tenha recuado quase 10%, para 960 mil unidades na taxa anualizada. Queda semelhante também deve ser observada nos pedidos por alvarás de construção.

No âmbito corporativo, são esperados os balanços da Hewlett-Packard (HP) e Home Depot.

Na quarta-feira, a inflação interna volta ao foco, com o IPC da Fipe e a segunda prévia do IGP-M. O Banco Central (BC) também apresenta o fluxo cambial parcial.

A quinta-feira reserva a taxa de desemprego brasileira em julho. Um dia depois, a atenção estará divida entre o IPCA de agosto e o discurso do presidente do Federal Reserve (Fed), banco central norte-americano, Ben Bernanke.

(Eduardo Campos | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG