Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Mercados: Emprego e BCs alimentaram alta de ações em Nova York

SÃO PAULO - Os índices Dow Jones e Standard & Poor ? s 500 subiram mais de 1% ontem, após surpreendente aumento do emprego no setor privado e os esforços do Federal Reserve para aumentar a liquidez nos mercados financeiros. A elevação do preço do petróleo, no entanto, limitou os ganhos da sessão.

Valor Online |

O Dow Jones teve alta de 1,63%, a 11.583 pontos. O S & P 500 subiu 1,67%, a 1.284 pontos. O Nasdaq avançou 0,44%, para 2.329 pontos. As ações de bancos subiram após o Fed e outros bancos centrais anunciarem a extensão de medidas para estabilizar instituições financeiras atingidas pelas perdas de crédito.

Os preços do petróleo subiram quase 4% após dados mostrando queda nos estoques de gasolina nos Estados Unidos. O petróleo impulsionou as ações de companhias energéticas, que fortaleceram o Dow e o S & P 500. As ações da Exxon Mobil subiram 4%. As da Chevron saltaram 5%.

Um relatório do setor privado mostrando que houve um acréscimo de 9 mil empregos em julho deu o tom de otimismo do dia. O dado surpreendeu os economistas, que esperavam mais um corte de vagas.

O principal índice de ações européias fechou em alta, animado pelos resultados positivos de grandes empresas como Siemens e ArcelorMittal e pelo bom desempenho do setor financeiro, que subiu após medidas dos principais bancos centrais para melhorar a liquidez do mercado. O índice FTSEurofirst 300 subiu 1,61%, para 1.181 pontos.

A ArcelorMittal, maior siderúrgica do mundo, reportou lucro recorde no segundo trimestre, superando facilmente as expectativas ao conseguir elevar os preços e compensar o aumento do custo das matérias-primas mesmo em um cenário de desaceleração econômica global.

As ações da empresa subiram 8,5% e foram a principal influência positiva sobre o índice europeu. O mercado também foi sustentado pela decisão do Fed, do Banco Central Europeu e do banco central suíço de estender medidas de incentivo à liquidez.

Em Londres, o índice Financial Times fechou em alta de 1,91%, a 5.420 pontos. O DAX, de Frankfurt, avançou 0,96%, para 6.460 pontos. Na bolsa de Paris, o indicador CAC-40 subiu 1,85%, para 4.400 pontos. O Mibtel, de Milão, encerrou em alta de 0,62%, a 21.856 pontos. Em Madri, o Ibex-35 registrou valorização de 1,15%, a 11.817 pontos. Na bolsa de Lisboa, o PSI20 teve ganho de 0,63%, para 8.460 pontos.

(Valor Econômico, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG