Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Mercados: Dólar fecha praticamente estável em dia de forte volatilidade

SÃO PAULO - A formação da taxa de câmbio continua presa entre instabilidade externa e a expectativa de juros crescentes no mercado interno. E isso faz com a divisa fique oscilando entre R$ 1,600 e R$ 1,620, explica a diretora de câmbio da AGK Corretora de Câmbio, Miriam Tavares.

Valor Online |

Depois de cair a R$ 1,607 da mínima e bater R$ 1,622 na máxima, o dólar comercial encerrou negociado a R$ 1,609 na compra e R$ 1,611 na venda, alta de 0,06%.

Na roda de pronto da Bolsa de Mercadorias & Futuros (BM & F), que não funcionou ontem, a moeda foi em direção contrária, com desvalorização de 0,22%, para a R$ 1,610. O volume financeiro foi de US$ 437,75 milhões.

Segundo Miriam Tavares, o ressurgimento da crise de crédito nos Estados Unidos deixa os investidores super cautelosos, o que evita a queda no preço do dólar. Hoje, a instabilidade foi grande em Wall Street, conforme cresciam os rumores de que as financeiras hipotecárias Fannie Mae e Freddie Mac terão que ser resgatadas pelo governo.

Por outro lado, diz Miriam, a dinâmica interna de alta de juros, com o conseqüente aumento dos ingressos financeiros, neutraliza parte dessas pressões externas negativas.

Tomando por base esse cenário de instabilidade, a especialista acredita que o câmbio continuará sujeito a muita volatilidade, com reações pontuais aos indicadores econômicos e ao humor dos demais mercados.

(Eduardo Campos | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG