Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Mercados: Discurso de Bernanke e reunião da Opep compõem agenda do dia

SÃO PAULO - A agenda de indicadores da terça-feira é pouco relevante tanto no âmbito doméstico quanto no externo. Foco voltado para o discurso do presidente do Federal Reserve (Fed), banco central norte-americano, Ben Bernanke, que pode dar alguma pista sobre o rumo da política monetária no país.

Valor Online |

Atenção também para a possibilidade de ressaca nos mercados da Ásia, Europa e Estados Unidos, seguindo os acentuados ganhos da segunda-feira. Depois de meses de impasse, o governo norte-americano tomou o controle das financeiras hipotecárias Freddie Mac e Fannie Mae, empresas responsáveis por mais de US$ 5 trilhões em hipotecas. A media foi bem vista pelos investidores por reduzir parte da incerteza que paira no setor de crédito imobiliário.

Os investidores também acompanham a reunião da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (Opep), que decide sua meta de produção. Recentemente, integrantes do cartel ameaçaram cortar a produção caso o preço do barril de WTI caísse para baixo de US$ 100. Ontem, o contrato de WTI com vencimento em outubro fechou a US$ 106,34.

Ainda no âmbito externo, serão apresentados os estoques no atacado norte-americano e a vendas de imóveis pendentes em julho.

Por aqui, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulga a pesquisa mensal de emprego e salário.

Na quarta-feira, o foco está no mercado interno, com a divulgação do Produto Interno Bruto (PIB) referente ao segundo trimestre e a apresentação da decisão do Comitê de Política Monetária (Copom) sobre a taxa de juros. Também sairão o IPC da Fipe e a primeira prévia do IGP-M.

A semana ainda reserva os preços de importação nos EUA, o Índice de Preços ao Produtor (PPI, na sigla em inglês) e as vendas no varejo americano.

(Eduardo Campos | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG