SÃO PAULO - A agenda de indicadores da quarta-feira é exclusivamente externa, com destaque para as vendas no comércio varejista norte-americano no mês de julho. A previsão é de alta de 0,2%, seguindo avanço de 0,1% em junho.

Ainda pela manhã, os investidores recebem o índice de preços de importação dos EUA. A expectativa é de que o norte-americano tenha pago 1% a mais pelos bens que comprou no exterior durante o mês passado.

Também dos Estados Unidos saem os estoques nos negócios, as solicitações semanais nos pedidos por empréstimos hipotecários e a evolução de estoques de petróleo e derivados.

Por aqui, o foco segue voltado para os balanços trimestrais, com os resultados da Tecnisa, PanAmericano, Copel, Lojas Renner, MRV, Company, Providência, Indusval, Fertilizantes Heringer e Tractebel.

Amanhã, a atenção recai sobre as vendas varejistas no Brasil e sobre o Índice de Preços ao Consumidor (CPI) norte-americano. A sexta-feira reserva a produção industrial nos Estados Unidos e a confiança do consumidor em agosto.

(Eduardo Campos | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.