Tamanho do texto

SÃO PAULO - A quarta-feira tem carregada agenda de indicadores, com destaque para novos índices de inflação no mercado interno. Nos Estados Unidos, sobressai a divulgação das encomendas por bens duráveis.

O dia começa com o Índice de Preços ao Consumidor (IPC) da Fundação Instituto de Pesquisas Econômicas (Fipe). A previsão é de que a inflação tenha ficado em 0,33% na terceira quadrissemana de agosto.

Pouco depois, a Fundação Getúlio Vargas (FGV) traz o Índice Geral de Preços do Mercado (IGP-M) de agosto. A previsão aponta para deflação de 0,25%, contra inflação de 1,76% em julho.

Ainda na agenda interna, o Banco Central (BC) apresenta o superávit primário e a relação dívida/PIB referentes ao mês de julho.

Nos EUA, além dos pedidos por bem duráveis, também serão conhecidos os estoques de petróleo e derivados e os pedidos semanais por empréstimos hipotecários.

Na quinta e sexta-feira, o foco está no mercado externo, com a divulgação da segunda preliminar do Produto Interno Bruto (PIB) dos Estados Unidos e dos dados sobe a renda e os gastos dos americanos.

(Eduardo Campos | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.