SÃO PAULO - A terceira semana de agosto tem agenda de indicadores pouco carregada, com destaque para os índices de inflação no mercado interno e externo.

A semana começa com o Índice Geral de Preços -10 (IGP-10), da Fundação Getúlio Vargas (FGV). A previsão é de forte desaceleração, com o índice caindo de 2% na última leitura para 0,29% agora em agosto. A FGV também apresenta a variação semanal do Índice de Preços ao Consumidor Semanal (IPC-S) e a expectativa é de elevação de 0,35%.

Os agentes também acompanham o boletim Focus do Banco Central (BC), que traz a evolução das expectativas para a inflação em 2008 e 2009. Na semana passada, o relatório veio com sinal díspar, a mediana das projeções apontava queda de preços, enquanto o Top 5, que concentra as cinco instituições que mais acertam os prognósticos, elevou a expectativa para 2008 e 2009.

Ainda pela manhã, atenção para a evolução semanal da balança comercial. Na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), foco no vencimento de opções sobre ações.

Nos Estados Unidos, o único indicador do dia é um índice NAHB sobre o mercado de habitação.

Na terça-feira, a agenda é exclusivamente externa, com a reunião do Banco do Japão e o Índice de Preços ao Produtor (PPI) norte-americano. Ainda nos EUA, saem dados sobre a construção de novas moradias.

Na quarta-feira, atenção para a segunda prévia do IGP-M, IPC da Fipe e fluxo cambial parcial. A quinta-feira reserva a taxa de desemprego em julho.

A sexta-feira traz a prévia da inflação oficial em agosto, o IPCA-15, e o discurso do presidente do Federal Reserve (Fed), banco central norte-americano, Ben Bernanke.

(Eduardo Campos | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.