Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Mercados: Crise hipotecária voltou a assombrar bolsas internacionais

SÃO PAULO - As bolsas americanas registraram fortes perdas ontem, diante das perspectivas de mais perdas relacionadas à crise hipotecária. Ações bancárias e das duas maiores concessoras de financiamento de imóveis residenciais dos EUA foram afetadas. O índice Dow Jones teve baixa de 1,55%, a 11.479 pontos. O Standard & Poor´s 500 caiu 1,51%, a 1.278 pontos. O Nasdaq recuou 1,45%, a 2.416 pontos.

Valor Online |

As ações da Fannie Mae e Freddie Mac despencaram mais de 20% após o Barron´s ter divulgado que o Tesouro dos EUA pode precisar socorrer as gigantes financiadoras imobiliárias.

O Departamento do Tesouro respondeu afirmando que não possui planos de utilizar a sua autoridade para socorrer nenhuma das duas companhias, que detêm ou garantem aproximadamente metade das hipotecas americanas. As ações da Fannie Mae caíram para o menor nível em quase 20 anos.

As ações européias caíram nesta segunda-feira em uma sessão volátil, com uma breve aceleração dos preços do petróleo. O impulso inicial também foi ofuscado pela firmeza do euro, que abateu ações de varejistas e do setor automotivo.

O índice FTSEurofirst 300 caiu 0,09%, para 1.188 pontos. Os bancos tiveram a pior performance setorial no mercado europeu, mas as ações do setor automotivo apresentaram algumas das maiores quedas individuais.

Em Londres, o índice Financial Times fechou com variação negativa de 0,08%, a 5.450 pontos. O DAX, de Frankfurt, recuou 0,2%, para 6.432 pontos. Também caíram as bolsas de Paris (0,11%), Milão (0,43%), Madri (0,07%) e Lisboa (0,54%).

(Valor Econômico, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG