Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Mercados: Consumidor e petróleo puxaram bolsas nos EUA ontem

SÃO PAULO - As bolsas de valores dos Estados Unidos fecharam em alta ontem, depois que mais um dia de queda do petróleo alimentou as expectativas de recuperação dos gastos do consumidor. Ações do setor financeiro também reagiram depois de dois dias de forte baixa. O índice Dow Jones avançou 0,72%, para 11.615 pontos. O Nasdaq subiu 1,03%, a 2.453 pontos. O Standard & Poor´s 500 teve valorização de 0,55%, para 1.292 pontos.

Valor Online |

O mercado teve inicialmente queda após dados do governo mostrarem que os preços para o consumidor subiram o dobro do esperado em julho e dados semanais sobre o desemprego mostraram uma maior deterioração do mercado de trabalho. Mas enquanto a inflação continua sendo uma preocupação, investidores estavam otimistas de que as recentes quedas das commodities-chave, particularmente o petróleo, irão refrear a inflação no longo prazo.

O recuo do petróleo retirou as pressões do quadro inflacionário. Isto se traduz em recuperação natural nas ações , afirmou Craig Peckham, estrategista de operações de ações da Jefferies & Company.

As bolsas européias fecharam no positivo com a recuperação dos preços de commodities estimulando ações de energia e mineração. O índice FTSEurofirst 300 subiu 0,51%, para 1.185 pontos. O indicador caiu 2,42% na quarta-feira, mas acumula alta de 0,5% em agosto.

As ações ligadas a petróleo e gás tiveram a melhor performance setorial do mercado europeu, com o barril da commodity acima de US$ 115. A StatoilHydro ganhou 2,7%, enquanto a Royal Dutch Shell e a BP avançaram entre 0,6 e 2,0%. O núcleo da inflação nos Estados Unidos em julho veio em linha com as expectativas.

Este ainda é um rali num mercado com tendência de baixa ( ? bear market ? ), mas sempre que nós temos uma recuperação você tem a possibilidade de que evolua para algo mais , disse Philippe Gijsels, estrategista sênior de ações do Fortis Bank, em Bruxelas. Os bancos reverteram as perdas anteriores. O UBS subiu 3,6%, o Standard Chartered ganhou 4% e o BNP Paribas avançou 1,3%.

Em Londres, o índice Financial Times fechou em alta de 0,9%, a 5.497 pontos. O DAX, de Frankfurt, subiu 0,31% (6.442 pontos). Em Paris, o índice CAC-40 avançou 0,41% (4.420 pontos). Houve alta de 0,10% no Mibtel, de Milão e de 0,65% no PSI20, de Lisboa. O Ibex-35, de Madri, caiu 0,76%.

(Valor Econômico, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG