Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Mercados: Bovespa sobe 1,18%, em dia de recuperação; Petrobras e Vale lideram os ganhos

SÃO PAULO - Na contramão do cenário externo, a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) passa por uma sessão de recuperação nesta segunda-feira. Apoiado nas ações da Petrobras, Vale e siderúrgicas, por volta das 13h15 o Ibovespa apresentava valorização de 1,18%, para 57.871 pontos, com giro financeiro em R$ 1,88 bilhão.

Valor Online |

Segundo o analista da Win, home broker da Alpes Corretora, Fausto Gouveia, com as commodities esboçando recuperação, Petrobras, Vale e siderúrgicas também corrigem parte do exagero de venda da semana passada. É simplesmente um repique técnico, resume o especialista.

Além disso, Gouveia acredita que a expectativa de resultados positivos para a estatal também estimule as compras. Há pouco, a ação PN da Petrobras subia 3,18%, para R$ 35,60 e o ON ganhava 3,62%, para R$ 43,33.

Bom desempenho também para o ativo PNA da Vale, que ganhava 2,29%, para R$ 38,85, e para as siderúrgicas. CSN ON valorizava 3,46%, para R$ 58,30, e Gerdau PN subia 3,15%, para R$ 31,10. Analistas internacionais teceram comentários positivos para o setor, indicando que a demanda segue elevada.

Segundo Gouveia, a alta desses papéis, que têm o maior peso na composição do Ibovespa, dá sustentação ao mercado brasileiro mesmo com a queda acentuada em Wall Street, onde Dow Jones e Nasdaq recuavam 1,14%, e 0,86%, respectivamente.

Mas o especialista destaca que o nome do jogo ainda é volatilidade e que não dá para falar em tendência. Se efetivamente continuar essa melhora da economia dos EUA, não descarto uma recuperação.

O mais importante agora, segundo Gouveia, é o Ibovespa superar e se manter acima dos 58 mil pontos, para ganhar fôlego e voltar aos 63 mil, patamar perdido no começo de julho e não recuperado desde então.

Ainda dentro do Ibovespa, os bancos seguem a influencia externa operando em baixa. Há pouco, Bradesco PN recuava 1,05%, para R$ 32,01. Itaú PN desvalorizava 0,62%, para R$ 31,90, e Banco Brasil ON caía 1,81%, para R$ 23,81. Hoje, o banco estatal anunciou a formação de um banco com o sul-africano FirstRand para explorar o mercado de financiamento de veículos. Segundo o BB, serão necessários investimentos de R$ 980 milhões nos dois primeiros anos de atuação para financiar a expansão da carteira de crédito nesse segmento. O banco deve estar operando no primeiro semestre de 2009.

Fora do índice atenção para as ações do grupo EBX, do empresário Eike Batista. O papel da OGX Petróleo subia 7,09%, para R$ 740,00. O papel ganhou recomendação de compra do UBS.

No segmento de mineração, foi efetivada hoje a divisão da MMX Mineração, da qual sairão as empresas LLX e IronX, no processo de compra de parte dos ativos da empresa pela Anglo American.

Começaram as ser negociados os papéis da LLX, que concentra os projetos de logística da companhia, e os papéis da IronX, que detém os projetos MMX Minas Rio e sistema de minério de ferro do Amapá, e será comprada pela Anglo American.

Há pouco, o papel ON da IronX subia 26,92%, para R$ 26,54. A negociação desse ativo tem seus dias contados, pois a Anglo American pretende fazer uma oferta aos acionistas minoritários para o fechamento do capital. A companhia estrangeira fechou a compra de 62% da IronX que estavam com Batista e pagará o mesmo preço por ação aos minoritários. A transação deverá ser concluída em 5 de agosto.

Ha pouco, o ativo ON da LLX Logística apresentava valorização de 7,78%, para R$ 4,27. Já o papel ON da MMX Mineração, que agora detém os projetos restantes da companhia, caía 13,38%, para R$ 16,11.

No câmbio, o dólar muda de direção e passa a ganhar valor ante o real. Há pouco, a moeda valia R$ 1,576 na venda, alta de 0,19%. As compras foram estimuladas pelo leilão do Banco Central, que comprou dólares no mercado à vista. Ainda hoje, a autoridade monetária realiza leilão de swap cambial reverso com a intenção de rolar os contratos que vencem no dia 1º de agosto.

(Eduardo Campos | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG