SÃO PAULO - Os índices futuros sugerem a possibilidade de abertura de pregão em alta na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Há pouco, o Ibovespa com vencimento em outubro avançava 0,18%, para 54.300 pontos, na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F).

A melhora de humor por aqui reflete a valorização no preço das commodities, que ameaça uma recuperação depois de vários dias em baixa. Petróleo, metais e alimentos operam com alta no mercado internacional.

Em Wall Street, os investidores receberam dados sobre fracas vendas no varejo durante o mês de agosto e também assimilam os números da ADP para o mercado de trabalho. A companhia que processa folhas de pagamento calculou que o setor privado norte-americano perdeu 33 mil vagas no mês passado, acima das expectativas. Os dados oficiais do Departamento de Trabalho serão apresentados amanhã.

No pregão de ontem, o Ibovespa ensaiou uma recuperação, mas a baixa no preço das matérias-primas acabou prevalecendo. O Ibovespa desvalorizou 1,61%, encerrando aos 53.527 pontos. O giro financeiro somou R$ 5,08 bilhões.

Em Wall Street, o pregão foi instável, mas o Dow Jones conseguiu garantir fechamento em território positivo. O índice subiu 0,14%. Já a bolsa eletrônica Nasdaq perdeu 0,66%.

Na Europa, a quinta-feira não tem tendência definida. As principais bolsas asiáticas tiveram uma jornada de perdas.

(Eduardo Campos | Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.