Tamanho do texto

SÃO PAULO - A Bolsa de Valores de Valores de São Paulo (Bovespa) deve registrar mais um pregão de baixa nesta terça-feira. A indicação é dada pelo índice futuro e está alinhada com o comportamento do preço das commodities no mercado internacional. Há pouco, o Ibovespa com vencimento em outubro desvalorizava 1,25%, para 55.200 pontos.

Já em Wall Street, que retorna de feriado, a queda no preço do petróleo e de outras matérias-primas impulsiona os indicadores futuros para cima. O barril de WTI sai próximo de US$ 108 dólar, depois que o temido furacão Gustav causou menos danos do que o estimado.

No setor financeiro, foco no Lehman Brothers - o Banco de Desenvolvimento da Coréia confirmou que negocia a compra de uma participação na instituição norte-americana.

No pregão de ontem, que foi marcado pela baixa liquidez, os investidores venderam as ações de Petrobras, Vale e das siderúrgicas. O Ibovespa caiu 0,93% e fechou aos 55.162 pontos. O giro financeiro somou apenas R$ 1,99 bilhão.

Na Europa, os índices operam com alta com o bom desempenho do setor financeiro fazendo frente às perdas no segmento de commodities. Há pouco, Londres subia 0,23% e Frankfurt valorizava 1,56%.

Na Ásia, a terça-feira acabou de forma negativa para a maior parte dos mercados.

(Eduardo Campos | Valor Online)