Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Mercados: Bovespa cai mais de 2% e passa a acumular perda em 2008

SÃO PAULO - O mês de julho começa de forma negativa para a Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), que passa a acumular queda de 0,76% em 2008. Em forte baixa desde o começo dos negócios, o Ibovespa fechou a terça-feira aos 63.396 pontos, queda de 2,49%, e giro financeiro em R$ 6,48 bilhões. Na mínima o índice testou os 62.900 pontos, ou baixa de 3,25%.

Valor Online |

O pessimismo esteve alinhado à sinalização externa, onde a preocupação com a inflação e perdas no setor financeiro chamaram os investidores para a ponta vendedora.

Em Wall Street o pregão foi bastante instável, com as compras no final da sessão revertendo as perdas de 1,4% do Dow Jones. O índice fechou o dia com alta de 0,28%. A bolsa eletrônica Nasdaq também mudou de direção, avançando 0,52%. A recuperação foi creditada à General Motors, que apresentou uma queda menor do que a esperada nas vendas de veículos.

Já tem gente com saudade do semestre passado , resume o diretor da Indusval Corretora, José Costa Gonçalves.

Segundo o especialista, o mercado está muito apreensivo com a inflação e reage de forma exagerada ao noticiário negativo. Dividendo, avaliação e perspectiva não valeram nada hoje, o que falou foi a liquidez. Exageraram um pouco na venda, mas amanhã já pode corrigir.

Avaliando o cenário estruturalmente, Costa acredita que a volatilidade de hoje pode ser creditada ao longo período de juro real negativo nos Estados Unidos. O único país que pode emitir título e todo mundo pode comprar é os EUA. Quando os EUA estão fora do jogo, o investidor vai para o ativo real.

Segundo o diretor, se a taxa de juros real estivesse positiva nos EUA, não haveria toda essa alavancagem em cima do mercado futuro de commodities, que agora se apresentam como principal fonte de inflação mundial.

No entanto, pondera o especialista, se a taxa de juros subir de forma acentuada nos EUA, o movimento inverso também pode acontecer, ou seja, um acentuado desarme de posições resultando em queda de mesma proporção nas commodities.

Voltando o foco para a Bovespa, Costa acredita que os setores elétrico e de concessão de rodovias apresentam algumas oportunidades, pois se beneficiam da maior inflação via reajuste de tarifas.

Apenas quatro dos 66 papéis que compõem o Ibovespa apresentaram alta. Cosan ON ganhou 1,76%, para R$ 28,19. Descolada do restante do setor, Metalúrgica Gerdau PN subiu 1,53%, para R$ 52,80, e Gerdau PN avançou 0,49%, para R$ 38,59. Alta de 1,21% para o papel ON da Natura, que fechou a R$ 16,70.

Puxando as perdas, Vale PNA caiu 3,48%, para R$ 46,04. Petrobras PN, que chegou a subir mais de 1%, cedeu 0,25%, para R$ 46,09. CSN ON perdeu 4,42%, para R$ 68,32, e Usiminas PNA desvalorizou 4,55%, para R$ 75,40.

No setor financeiro, a ação ON do Banco do Brasil, que apresentou o terceiro maio volume do dia, fechou com baixa de 5,73%, aos 24,65.

Quedas acentuadas para o setor aéreo que sofre com os reajustes no querosene de aviação e expectativa de menor demanda por viagens aéreas. A ação PN da TAM recuou 7,48%, para R$ 28,05, e Gol PN perdeu 7,31%, para R$ 16,61. O querosene de aviação, que representa 40% dos custos das companhias aéreas, já acumula alta de 35,32% desde janeiro. Para efeito de comparação, durante todo 2007 o reajuste foi de 12,6%.

Fora do índice, os BDRs da Laep, controladora da Parmalat, acentuaram as perdas de ontem. O recibo de ação desabou 27,06%, para 1,94%. Ontem, o banco UBS rebaixou a recomendação para as ações da companhia, derrubando o valor do papel em mais de 20%.

Depois dos ganhos de ontem, as ações da mineradora Paranapanema encerraram em baixa. O papel ON caiu 3,87%, para R$ 6,20. O ativo subia em cima de rumores de que a empresa seria comprada pela Vale. Na tarde de hoje, a própria Vale desmentiu a esteja negociando a aquisição da Paranapanema, mas confirmou o interesse em comprar das empresas Caraíba Metais e Cibrafértil, controladas pela Paranapanema.

(Eduardo Campos | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG