Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Mercados: Bovespa cai 2,34% com realização de lucro e dólar sobe 0,71%

SÃO PAULO - Depois de antecipar positivamente ontem a decisão da eleição presidencial nos EUA, o mercado financeiro sinaliza um pregão de ajuste e realização de lucros de curto prazo. A queda na Europa e no mercado futuro dos índices em Wall Street justificam nesta primeira etapa a queda na bolsa paulista.

Valor Online |

No segmento cambial, o dólar comercial já operou em baixa por pouco tempo, mas registrava há pouco ligeira valorização.

Depois de subir mais de 5% ontem, o Ibovespa tinha há pouco baixa de 2,34%, aos 39.311 pontos, com giro financeiro de R$ 1,055 bilhão. O dólar comercial subia 0,71%, a R$ 2,125 para a compra e R$ 2,127 para a venda.

Os agentes monitoram o resultado do primeiro leilão de compra e venda que está sendo feito hoje pelo Banco Central (BC) e que aceita como garantia por parte dos bancos papéis como Adiamento de Contratos de Câmbio (ACC) e Adiantamento Sobre Cambiais Entregues (ACE). A primeira transação aconteceu das 12h às 12h30, com oferta de US$ 2 bilhões. O resultado será divulgado ainda hoje, mas sem horário marcado.

Também está agendada outra oferta de 10 mil contratos de swap cambial, das 12h45 às 13h, distribuídos em lotes com vencimentos em fevereiro, abril e julho do ano que vem.

Pedro Paulo Silveira, economista chefe da corretora Gradual, acredita que a participação dos bancos que mais precisam, médios e pequenos, deve ser pequena. " O risco de crédito ainda é muito alto para eles " , diz, lembrando que a operação também tem um custo alto.

Já João Medeiros, diretor de câmbio da Pionner, avalia que a demanda pode ser grande entre os bancos de menor porte, mas a expectativa é que novamente os grandes players como Banco do Brasil (BB), Itaú e Bradesco sejam os principais participantes da operação.

A moeda já chegou a marcar hoje a mínima de R$ 2,1010, mas voltou a subir devido ao aumento de demanda. Medeiros avalia que, ao chegar ao patamar de R$ 2,10, aparecem muitos compradores da divisa, que temem que não seja possível cotações menores e aproveitam para comprar rapidamente, o chamado nível de resistência.

No segmento acionário, a realização de lucros em Nova York e na Europa norteia as operações locais. Novos dados econômicos são aguardados e os agentes aproveitam o rali de ontem e operam em ritmo de ajuste. Em Nova York, o Dow Jones registrava queda de 1,91%, o Standard & Poor´s 500 declinava 1,65% e o Nasdaq cedia 1,69%.

Os agentes do segmento lembram, no entanto, que as condições de liquidez no mercado financeiro global continuam melhores, sem notícias negativas que devolvam pânico aos investidores.

" É uma realização moderada e até saudável " , avalia o operador de uma corretora paulista, que prefere não ser identificado. Segundo ele, com esse nível de baixa é possível que a bolsa paulista volte a subir no curto prazo, sobretudo se não houver fato novo e negativo que pressione a ponta de venda.

(Bianca Ribeiro | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG