Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Mercados: Bovespa avança 2,35% à espera de votação nos EUA

SÃO PAULO - A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) recupera parte das perdas amargas ontem, com os investidores recobrando o otimismo à espera da votação do plano de regaste do setor financeiro dos Estados Unidos. Por volta das 13h25, o Ibovespa avançava 2,35%, aos 47.

Valor Online |

230 pontos. O giro financeiro ficou em R$ 2,04 bilhões.

Em Wall Street, a sessão também é de recuperação. Há pouco, Dow Jones e Nasdaq subiam 1,62% e 2,50%, respectivamente. Os investidores não se abalaram com os dados sobre o mercado de trabalho.

Pela manhã, o Departamento de Trabalho dos EUA anunciou o fechamento de 159 mil postos durante o mês de setembro, a maior baixa desde março de 2003. A taxa de desemprego ficou estável em 6,1%.

O resultado foi pior do que o esperado, mas ainda assim não causou reação negativa na bolsa - ao contrário, estimulou as compras.

Para o economista-chefe da consultoria UpTrend, Jason Vieira, o resultado fortemente negativo do mercado de trabalho americano reduz a possibilidade de os congressistas vetarem o projeto de US$ 700 bilhões destinado a salvar o sistema financeiro.

Segundo o especialista, os dados apresentados hoje evidenciam que a debilidade econômica não está concentrada só em Wall Street, mas também no Main Street (setor não-financeiro). " Com isso, os investidores acreditam ainda mais na aprovação do plano na Câmara " , explicou.

Para Vieira, o plano de resgate que pode ser aprovado hoje evitaria o colapso do sistema financeiro, que depois deve entrar em um período de recuperação. " Acredito que essa semana tenha sido o pico da crise " , avalia.

Ele considera que grande parte do mercado está subestimando a capacidade de recuperação da economia norte-americana. Vale lembrar que parte do pânico de ontem foi atribuído à visão de que, com pacote ou sem, a economia ruma para um período de recessão. " Essa é uma visão equivocada. Não é possível que US$ 700 bilhões não tenham efeito na economia " , afirma.

Com exemplo, Vieira aponta os cheques com devolução de impostos que o governo mandou para os norte-americanos no começo do ano. Tal medida impulsionou um crescimento de quase 3% do Produto Interno Bruto (PIB) no segundo trimestre.

Ainda de acordo com o economista, essa é uma das crises mais burras do capitalismo, pois teve como base um produto ruim, com lastro ruim (hipotecas subprime), mas que, mesmo assim, recebeu uma quantidade de dinheiro nunca vista antes.

Da bolsa para o câmbio, Viera aponta que a disparada no preço da moeda durante o período da manhã foi puramente especulativa. Logo na abertura, o dólar disparou 2,7%, para R$ 2,078. Segundo o especialista, os agentes estão peitando o Banco Central (BC), que está ausente do mercado de câmbio.

Com a melhora de humor no mercado externo, a divisa mudou de direção. Há pouco, o dólar era negociado a R$ 2,013 na venda, baixa de 0,49%. Na mínima bateu R$ 1,995.

De volta para a Bovespa, o destaque segue com as ações PNA da Vale, que subia 5,78%, a R$ 31,10. Petrobras PN ganhava 4,52%, a R$ 33,50. Depois de cair forte nas últimas duas sessões, a unit da América Latina Logística tinha elevação de 7,55%, valendo R$ 11,10.

Ainda na ponta compradora, Rossi Residencial ON apresentava ganho de 10,39%, para R$ 4,99, e Cosan ON subia 8,06%, para R$ 13,94. Cesp PNB, que perdeu quase 20% ontem, valorizava 7,21%, para R$ 15,01.

Na ponta vendedora, Aracruz PNB desabava 19,06%, negociada a R$ 5,22. A companhia apresentou hoje sua exposição aos derivativos financeiros de câmbio. O montante tem valor justo ( " fair value " ) negativo de aproximadamente R$ 1,95 bilhão. Isso não quer dizer que a companhia terá um desembolso desse tamanho. Nas datas de verificação contratual ou vencimento, as operações contratadas, que têm prazo médio de 12 meses, geram desembolso ou recebimento de caixa para a empresa, conforme o caso.

Por ora, a empresa indica que, apesar o efeito contábil negativo, as operações financeiras de derivativos têm efeito caixa positivo em cerca de R$ 25 milhões no terceiro trimestre.

(Eduardo Campos | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG