Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Mercados: Bovespa acompanha cena externa e perde 4,22%

SÃO PAULO - A Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa) começa a semana com acentuada baixa. Por volta das 10h40, o Ibovespa declinava 4,22%, para 48.

Valor Online |

638 pontos, com giro financeiro em R$ 438 milhões. Perdas acentuadas também em Wall Street, onde Dow Jones caía 1,50% com cerca de 10 minutos de pregão e o Nasdaq desvalorizava 2,14%.

Os investidores mantêm o ceticismo mesmo com um acordo sobre o projeto de resgate ao setor financeiro norte-americano. Existe temor de que o plano não passe em votação programada para hoje e também surgem comentários de que os US$ 700 bilhões não seriam suficientes para restabelecer a confiança do mercado.

Em pronunciamento, o presidente do Federal Reserve (Fed), banco central norte-americano, Ben Bernanke, disse esperar a rápida aprovação do pacote e que o plano de resgate deve restaurar o fluxo de crédito na economia.

Enquanto a pacote não sai, surge mais uma notícia referente a um grande banco. O Citigroup está fechando a compra dos ativos bancários do Wachovia.

Essa instabilidade também tem reflexo na taxa de câmbio. O dólar dispara ante o real e volta a operar acima de R$ 1,900. Há pouco, a divisa era transacionada a R$ 1,921 na venda, acréscimo de 3,78%. Hoje, o Banco Central realiza leilão de swap cambial reverso para rolar os contratos que vencem em 1º de outubro.

Por aqui, as empresas continuam prestando esclarecimentos sobre sua posição financeira. Mais de uma dezena de companhias já enviaram comunicados à Comissão Valores Mobiliários (CVM) indicando que não têm exposição alavancada em operações de câmbio.

Essa corrida de esclarecimentos veio depois que a Sadia reconheceu uma perda financeira de R$ 760 milhões com contratos futuros e opções de dólar e títulos podres de algumas instituições incluindo o norte-americano Lehman Brothers. Acompanhando a Sadia, a fabricante de papel e celulose Aracruz também anunciou perdas com operações financeiras no mercado de câmbio, mas ainda não apresentou o tamanho do rombo.

Depois de ceder mais de 35% na sexta-feira, as ações PN da Sadia seguem em baixa. Há pouco, o papel recuava 6,66%, a R$ 5,60. Já o papel PNB da Aracruz diminuía 2%, para R$ 6,86.

Puxando as perdas dentro do índice, Petrobras PN desvalorizava 2,51%, saindo a R$ 34,54. Vale PNA baixava 4,61%, para R$ 32,89, e CSN ON apontava decréscimo de 4,28%, a R$ 36,85.

Apenas 3 dos 66 papéis que compões o índice tinham valorização. Klabin PNA subia 2,88%, cotado a R$ 3,92, Embraer ON ganhava 0,61%, a R$ 13,13, e Brasil Telecom Part ON aumentava 0,37%, a R$ 51,16.

(Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG