depois do corte anunciado na véspera pelo banco central dos Estados Unidos, mas os papéis de montadoras sofreram mais uma vez." /
Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Mercados asiáticos fecham em alta apoiados por decisão do Fed

HONG KONG - As principais bolsas de valores da Ásia fecharam em alta nesta quarta-feira, impulsionadas por setores sensíveis a taxas de juros, http://ultimosegundo.ig.com.br/economia/2008/12/16/banco+central+dos+eua+corte+taxa+de+juros+em+025+ponto+percentual+3212486.htmldepois do corte anunciado na véspera pelo banco central dos Estados Unidos, mas os papéis de montadoras sofreram mais uma vez.

Reuters |

As ações dos fabricantes de veículos ficaram sob pressão diante do esvaziamento das esperanças de um pacote de ajuda às principais empresas do setor nos Estados Unidos o curto prazo.

O anúncio da japonesa Honda, que cortou sua previsão de lucro para o terceiro trimestre pela terceira vez em cinco meses, também contribuiu para o fraco desempenho das ações.

Os Treasuries norte-americanos mergulharam depois da forte alta registrada na véspera, mas os títulos do governo japonês subiram, puxando o rendimento de 2 anos para o nível mais baixo desde fevereiro de 2006, com o aumento de especulações de que o Banco do Japão cortará a taxa de juro, atualmente em 0,30%, já nesta sexta-feira.

"Isso abre a porta para o corte de mais taxas na Ásia. Agora todos estão olhando para o Banco do Japão, que pode sentir-se na obrigação de cortar a taxa de alguma forma simbólica", disse David Cohen, diretor de previsões econômicas asiáticas do Action Economics em Cingapura.

Perspectivas de custos de empréstimos mais baixos ajudaram a impulsionar o índice MSCI,, das principais ações asiáticas com exceção do Japão, para o seu nível mais alto desde 11 de novembro, em alta de 2,4% no dia e ampliando ganhos este mês para 10,2%.

Entretanto, o índice Nikkei da bolsa de valores de Tóquio não sustentou os ganhos registrados no início da sessão, encerrando os negócios com alta de 0,52%, à medida que a valorização do iene abateu papéis de exportadores que já estão enfrentando fraca demanda global.

O índice Hang Seng, de Hong Kong terminou em alta de 2,18%, impulsionado por ações ligadas ao setor de propriedades, tais como Sun Hung Kai Properties, que seguiam as expectativas de custos de empréstimos mais baixos.

Na Coréia do Sul, o indicador Kospi subiu 0,71%, enquanto em Xangai a alta foi de 0,09%. Taiwan terminou o dia com alta de 0,67%, enquanto em Cingapura, o principal indicador terminou em queda de 2,80%.

Leia tudo sobre: bolsas asiáticas

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG