SÃO PAULO - Os agentes financeiros esperam IPCA de 4,32% em 2009, abaixo dos 4,42% estimados antes. A revisão faz parte do Boletim Focus divulgado nesta segunda-feira.

Foi a quarta semana consecutiva em que a projeção é revisada. Assim, distancia-se mais uma vez do centro da meta de inflação estipulada pelo governo, de 4,5%. Em 2010, a perspectiva segue sendo de IPCA a 4,50%.

Para os demais indicadores inflacionários deste ano, as estimativas foram variadas. Para o IGP-DI, os analistas consultados pelo BC aguardam alta de 3,16%, pouco menos do que os 3,18% previstos antes. Para o IPC-Fipe, contudo, a previsão foi ampliada, de 4,30% para 4,33%. No IGP-M, foi conservado o prognóstico de 3,17%.

Com relação a março, a projeção é de IPCA de 0,28% em vez de 0,30%. O IGP-DI deve marcar queda de 0,25% em lugar de recuo de 0,27%. O IPC-Fipe deve subir de 0,29% para 0,31%.

(Valor Online)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.