SÃO PAULO - A revisão para baixo da projeção do mercado para a inflação neste ano, apontada pelo Boletim Focus, está se refletindo na ponta mais longa da curva de juros na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F). Há pouco, o contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) com vencimento em janeiro de 2012 cedia 0,02 ponto percentual, para 12,05%, enquanto os DIs dos primeiros meses de 2013 e 2014 recuavam 0,03 ponto, projetando taxa de 12,13%. Na parte mais curta da curva, por sua vez, o DI com vencimento em outubro de 2010 subia 0,01 ponto, para 10,85%, enquanto o contrato de janeiro de 2011 avançava 0,01 ponto, para 11,31%. Nesta manhã, o Boletim Focus mostrou que a expectativa para a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) neste ano foi reduzida pelo mercado financeiro de 5,61% para 5,55%. "A melhora da previsão para a inflação está se refletindo nos DIs mais longos e a mudança no compulsório, ainda que já esperada, também pode estar com algum efeito sobre os juros", comentou o gestor de renda fixa e derivativos da Meta Asset Management, Henrique de La Roque, ressaltando que o giro desta jornada deve ser mais fraco, em função do jogo do Brasil na Copa do Mundo. Na sexta-feira, pela segunda vez no ano, o Banco Central anunciou a mudança na alíquota de depósito compulsório (parcela dos depósitos que os bancos não podem emprestar). Dessa vez, foi anunciado um retorno gradual da taxa incidente sobre os depósitos à vista para o patamares registrados antes da crise de 2008, episódio que levou o BC a rever as alíquotas.

SÃO PAULO - A revisão para baixo da projeção do mercado para a inflação neste ano, apontada pelo Boletim Focus, está se refletindo na ponta mais longa da curva de juros na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F). Há pouco, o contrato de Depósito Interfinanceiro (DI) com vencimento em janeiro de 2012 cedia 0,02 ponto percentual, para 12,05%, enquanto os DIs dos primeiros meses de 2013 e 2014 recuavam 0,03 ponto, projetando taxa de 12,13%. Na parte mais curta da curva, por sua vez, o DI com vencimento em outubro de 2010 subia 0,01 ponto, para 10,85%, enquanto o contrato de janeiro de 2011 avançava 0,01 ponto, para 11,31%. Nesta manhã, o Boletim Focus mostrou que a expectativa para a inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) neste ano foi reduzida pelo mercado financeiro de 5,61% para 5,55%. "A melhora da previsão para a inflação está se refletindo nos DIs mais longos e a mudança no compulsório, ainda que já esperada, também pode estar com algum efeito sobre os juros", comentou o gestor de renda fixa e derivativos da Meta Asset Management, Henrique de La Roque, ressaltando que o giro desta jornada deve ser mais fraco, em função do jogo do Brasil na Copa do Mundo. Na sexta-feira, pela segunda vez no ano, o Banco Central anunciou a mudança na alíquota de depósito compulsório (parcela dos depósitos que os bancos não podem emprestar). Dessa vez, foi anunciado um retorno gradual da taxa incidente sobre os depósitos à vista para o patamares registrados antes da crise de 2008, episódio que levou o BC a rever as alíquotas. O percentual, que hoje é de 42%, subirá para 43% em julho de 2010. Em julho de 2012, irá para 44% e, por fim, voltará aos 45% originais em julho de 2014. (Beatriz Cutait | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.