Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Mercado projeta Selic a 11% neste ano, mostra Focus

SÃO PAULO - Os analistas consultados pelo Banco Central (BC) alteraram outra vez sua perspectiva de corte na taxa básica de juros ao longo deste ano. A pesquisa Focus divulgada nesta segunda-feira com os dados recolhidos na semana passada aponta que a mediana das expectativas dos analistas é de que a Selic encerre 2009 em 11% anuais, ante previsão anterior de 11,25%.

Redação com Valor Online |

Na semana passada, o Comitê de Política Monetária (Copom) promoveu uma redução de 1 ponto percentual na taxa Selic, para 12,75% ao ano.

Consta da pesquisa apresentada nesta segunda-feira a previsão de que o custo do dinheiro se encontre em 10,75% no fim de 2010, inferior aos 11% contemplados para o período no relatório antecedente.

Os agentes acreditam ainda, conforme o Focus, que o dólar comercial fechará este ano a R$ 2,30, sem mudança, e terminará janeiro em R$ 2,35, pouco acima da estimativa passada, de R$ 2,33.

Para o encerramento de 2010, a mediana das expectativas dos analistas aponta dólar a R$ 2,28, repetindo prognóstico contido no boletim anterior.

Inflação

Os analistas consultados pelo BC diminuíram sua estimativa para a inflação em 2009 pela segunda semana seguida. A expectativa é de que o Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) se situe em 4,64% neste ano em vez dos 4,80% aguardados antes.

Para 2010, as projeções estão estacionadas no centro da meta do governo, em 4,50%, há 34 semanas.

De acordo com a pesquisa, que compila as previsões de analistas de cem instituições financeiras e consultorias, as projeções dos demais indicadores inflacionários também foram reduzidas. A expectativa para o IGP-DI de 2009 saiu de 4,91% para 4,49%, enquanto a estimativa para o IGP-M caiu de 4,77% para 4,41%. Sobre o IPC-Fipe, os agentes estimam que o índice avance 4,50% em vez de 4,54%.

Para janeiro deste exercício, o mercado reviu para baixo o prognóstico do IPCA em 0,05 ponto percentual, de 0,40% para 0,35%. A estimativa para o IPC da Fipe foi de 0,38% para 0,35%. Para o IGP-DI e IGP-M, a perspectiva é de deflação, de 0,14% e 0,30%, na ordem. No Boletim Focus anterior, os agentes previam alta de 0,15% para o IGP-DI e queda de 0,07% para o IGP-M.

Leia mais sobre juros

Leia tudo sobre: juros

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG