Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Mercado: Petróleo garantiu às bolsas dos EUA melhor semana desde abril

SÃO PAULO - As bolsas de valores dos Estados Unidos subiram com força na sexta-feira, encerrando a melhor semana em mais de três meses, com a queda do petróleo abaixo de US$ 115 por barril, diminuindo a preocupação com a inflação e melhorando as perspectivas para as empresas e para os gastos de consumo.

Valor Online |

O índice Dow Jones avançou 2,65%, para 11.734 pontos. O Nasdaq subiu 2,48%, para 2.414 pontos. O índice Standard & Poor´s 500 teve valorização de 2,39%, para 1.296 pontos. Na semana, o Dow ganhou 3,6%, o S & P 500 avançou 2,9% e o Nasdaq, 4,5%. Foi a melhor semana desde abril para os três índices.

A queda do petróleo para o menor nível em três meses alimentou a maior alta nas ações de varejistas em seis anos, com a Home Depot subindo 7,7%. Isso contrabalançou o prejuízo acima do esperado do resultado trimestral da concessora de hipotecas Fannie Mae .

As ações financeiras subiram ajudadas por uma visão que uma inflação mais baixa dará mais espaço para Federal Reserve não precisar elevar a taxa de juro, em um período em que o setor financeiro está lutando contra as condições apertadas do crédito.

Nós estamos no menor nível de preços do petróleo em meses e existe um sentimento real que a tendência virou , disse Al Kugel, chefe de estratégia de investimento da Atlantic Trust.

As bolsas européias fecharam o pregão favorecidas pela desvalorização dos preços do petróleo e pela recuperação do dolar frente ao euro. O movimento impulsionou sobretudo a compra de ações no setor automotivo e aéreo. Em Londres, o FTSE-100 fechou com alta 0,21%, para 5.489 pontos. O DAX, de Frankfurt, apontou elevação de 0,28%, para 6.561 pontos. Em Paris, o CAC 40 terminou aos 4.491 pontos, com elevação de 0,77%.

A apreciação do dólar ante o euro favoreceu as companhias que têm receita em dólar, como a EADS, cujos papéis subiram 9,72%, e a Safran, que viu suas ações subirem 7,75% na bolsa de Paris.

Já a redução dos preços do petróleo nesta semana foi benéfica para setores mais afetados pelo andamento dos combustíveis. As ações da British Airways ganharam 8,14% em Londres e as da Air France-KLM ganharam 5,45% em Paris. Houve valorização de 6,72% das ações da BMW e alta de 4,78% nos papéis da Daimler.

(Valor Econômico, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG