Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Mercado mundial de PCs cresce 15% no terceiro trimestre

SÃO PAULO - O mercado mundial de computadores cresceu 15% em unidades no terceiro trimestre deste ano, puxado pelo sucesso dos mininotebooks. Com a crise, o movimento de adoção desses novos equipamentos, mais baratos, se acentuou, afirma a consultoria Gartner.

Valor Online |

No total, foram vendidos 80,56 milhões de unidades entre julho e setembro, contra 70,04 milhões em igual período do ano passado.

"O segmento de mininotebooks tem obtido forte crescimento no mercado global de PCs, puxado por uma expansão robusta na região da Europa, Oriente Médio e África", afirmou a analista do Gartner Mika Kitagawa. "Na América do Norte, a crise econômica gerou mais interesse pelo segmento de (PCs com preço) abaixo de US$ 500. Como os mininotebooks são um novo segmento, ainda é muito cedo para determinar se ele criou novas oportunidades de mercado ou se canibalizou o grupo de sistemas de preços mais baixos", acrescentou.

Segundo a analista, o mercado global finalmente começa a sentir os efeitos da desaceleração econômica. O mais afetado foi o mercado de produtos profissionais dos EUA, enquanto o segmento doméstico do país também começa a demonstrar debilidade após vários trimestres de expansão. "O mercado da Ásia e Pacífico para PCs foi afetado pela desaceleração na China, e o crescimento na América Latina perdeu ritmo em relação aos níveis históricos, mas ainda permanecem em linha com nossas previsões", acrescentou Kitagawa.

A Hewlett-Packard (HP) manteve e ampliou sua liderança no mercado mundial, segundo a consultoria, tendo vendido 14,78 milhões de unidades no terceiro trimestre, 15,1% mais que no mesmo intervalo de 2007. Com isso, ela alcançou participação de 18,4% no mercado, 0,01 ponto percentual a mais que no mesmo trimestre do ano passado. Segundo o Gartner, o resultado da companhia não foi melhor por conta de sua demora em entrar no segmento de mininotebooks. Regionalmente, ela perdeu a liderança do mercado da Europa, Oriente Médio e África por conta disso.

A Dell, por sua vez, também manteve o segundo lugar no ranking mundial de vendas, com expansão de 11,6% no terceiro trimestre, ante igual período de 2007, e um total de 10,99 milhões de PCs comercializados. Ainda assim, a empresa perdeu participação no mercado, que, entre julho e setembro deste ano ficou em 13,6%, contra 14,1% no ano anterior.

Segundo o Gartner, o foco no segmento de mininotebooks foi responsável pelo ótimo desempenho de duas companhias taiwanesas, a Asus e a Acer. Ambas tiveram forte expansão em volume de vendas no terceiro trimestre e, embora hoje a maioria das grandes empresas do setor já tenham suas ofertas de mininotebooks, será difícil para elas superar a ampliação de suas vendas como a que essas duas companhias tiveram nesse segmento até agora.

O Gartner, porém, só divulga dados de mercado da Acer, hoje a terceira maior companhia mundial no segmento de PCs. Os dados da Asus são divulgados juntamente com o de outras fabricantes menores e sem detalhes específicos. No caso da Acer, houve expansão de 47,3% no volume de vendas no terceiro trimestre, com 10,03 milhões de unidades comercializadas. Com isso, sua fatia do mercado cresceu de 9,7% entre julho e setembro de 2007, para 12,5% no mesmo período deste ano.

Na América Latina, as vendas de PCs chegaram a 7,3 milhões de unidades no terceiro trimestre, 13,2% mais que em igual intervalo de 2007. Segundo o Gartner, fica cada vez mais clara a tendência de adoção de notebooks na região, mesmo no caso dos consumidores adquirindo seu primeiro computador. No total, os notebooks responderam por 28% das vendas no trimestre, contra uma fatia de 21% registrada no mesmo período do ano passado.

(José Sergio Osse | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG