Tamanho do texto

Cuiabá, 4 - O mercado mundial de carnes deve crescer 30% nos próximos 20 anos, impulsionado pelo aumento da demanda nos países emergentes, principalmente do Sudoeste Asiático, que devem responder por 64% desse crescimento. A avaliação é do analista do banco Rabobank Guilherme Bellotti de Melo, apresentada hoje durante palestra no Encontro Internacional dos Negócios da Pecuária (Enipec 2010).

Cuiabá, 4 - O mercado mundial de carnes deve crescer 30% nos próximos 20 anos, impulsionado pelo aumento da demanda nos países emergentes, principalmente do Sudoeste Asiático, que devem responder por 64% desse crescimento. A avaliação é do analista do banco Rabobank Guilherme Bellotti de Melo, apresentada hoje durante palestra no Encontro Internacional dos Negócios da Pecuária (Enipec 2010). Segundo o analista, o aumento da demanda será impulsionado pela migração da população rural para os centros urbanos, que vai alterar também o padrão de consumo. Ele afirmou que as projeções do Fundo das Nações Unidas para a Alimentação e Agricultura (FAO) indicam que a população rural passará dos atuais 50% dos habitantes do planeta para 40% em 2030. Na opinião do analista, a demanda brasileira não deve acompanhar o ritmo do crescimento mundial, pois a migração de parte da população para uma faixa de renda superior reduz o efeito da renda sobre o consumo. Ele acredita que deve haver uma maior demanda por carnes nobres e estabilidade para a carne de frango. Para a carne suína, que tem baixo consumo no Brasil, existe espaço para aumento da demanda, embora a níveis menores que a de frango e bovinos, diz ele.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.