Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Mercado futuro sinaliza novo dia de perda na Bovespa

SÃO PAULO - A sexta-feira tem contorno negativo na Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa), que reflete o pessimismo global com os resultados corporativos. A sinalização de baixa vem do mercado futuro, onde o Ibovespa com vencimento em fevereiro caía 1,79%, para 37.

Valor Online |

690 pontos.

Dia de perdas também se desenha em Wall Street. Sem indicadores na agenda do dia, o foco recai sobre os resultados General Electric, que registrou queda de 46% no lucro do quarto trimestre e prevê um 2009 " extremamente difícil " . A Xerox também divulgou balanço, que aponta lucro de US$ 1 milhão no quarto trimestre contra US$ 382 milhões em igual período do ano passado.

Atenção também para a reunião do presidente Barack Obama com líderes do Congresso. O encontro visa a discussão do plano de estímulo econômico que enfrenta oposição dos republicanos.

O setor farmacêutico ganhou algum destaque, depois que o Wall Street Journal divulgou que a Pfizer estaria negociando a compra da Wyeth por US$ 60 bilhões.

Na Europa, segue o pessimismo com o setor financeiro e as notícias do campo econômico também são pouco animadoras. A economia do Reino Unido encolheu 1,5% no quarto trimestre do ano passado, colocando o país oficialmente em recessão depois do resultado negativo de 0,6% no terceiro trimestre.

Há pouco, na Bolsa de Londres, o FTSE-100, perdia 1,27%, enquanto o Xetra-DAX, de Frankfurt, desvalorizava 2,26%. O índice regional Dow Jones Stoxx 600 caía mais de 2%, para a faixa dos 179 pontos, patamar não observado desde 2003.

A semana acabou de maneira bastante pessimista na Ásia, com a Bolsa de Tóquio, principal da região, caindo 3,81%. A Sony projetou sua primeira perda anual em 14 anos e anunciou demissões. Em Seul a queda foi 2,05%, e parte pode ser atribuída à Samsung, maior fabricante de TV de plasma e LCD, que divulgou sua primeira perda trimestral da história. Na China, Hong Kong e Xangai perderam 0,63% e 0,71%, respectivamente.

No mercado de commodities, o petróleo opera em leve baixa. E nas moedas, o dólar ganha valor sobre o euro e a libra, mas continua perdendo para o iene. Por aqui, depois de passar por cima da instabilidade do dia e perder valor para o real na sessão de ontem, o dólar começa a sexta-feira em alta, apontando ganho de 0,94%, para R$ 2,353.

Ontem, dados ruins sobre emprego e construção nos EUA e o fraco resultado da Microsoft estimularam as vendas de ações tanto em Wall Street quanto por aqui.

O Ibovespa fechou o dia com perda de 1,68%, marcando 37.894 pontos. O giro financeiro foi de R$ 3,58 bilhões. Na Bolsa de Valores de Nova York (NYSE, na sigla em inglês), o Dow Jones terminou com perda de 1,28%, enquanto o Nasdaq cedeu 2,76%.

(Eduardo Campos | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG