Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Mercado futuro acena com novo pregão de baixa na Bovespa

SÃO PAULO - Os investidores se mostram dispostos a permanecer na ponta vendedora da Bolsa de Valores de São Paulo (Bovespa). Tal indicação é dada pelo Ibovespa futuro, que opera em baixa na Bolsa de Mercadorias e Futuros (BM & F).

Valor Online |

Há pouco, o contrato com vencimento em fevereiro diminuía 1,20%, para 39.450 pontos.

Já em Wall Street, a sinalização é positiva, com os agentes mantendo o otimismo antes da divulgação da primeira preliminar do Produto Interno Bruto (PIB) no quarto trimestre. A estimativa aponta contração de 5% a 5,5%. O dia também reserva mais um indicador de confiança e balanços da Exxon, Procter & Gamble e Chevron.

Na Europa, depois de um começo de pregão instável, as vendas passaram a falar mais alto. Há pouco, o FTSE-100, principal índice da bolsa londrina, caía 0,70%. Em Frankfurt, o Xetra-DAX perdia 1,43%.

Em Londres, as ações da Rio Tinto operam com destaque, depois que a empresa anunciou negociar a venda de ativos de potássio para a Vale por US$ 1,6 bilhão. Ainda na região, o francês BNP fechou um novo acordo para comprar parte do Fortis, depois que os acionistas do banco belga ganharam uma batalha judicial contra um acordo anterior.

No mercado de câmbio, o dólar segue avançando contra o euro e também ganha valor ante o real. Segundo operadores, a instabilidade na formação da taxa de câmbio por aqui pode ser creditada ao vencimento da Ptax (média das cotações ponderada pelo volume) que liquidará os contratos futuros. Minutos atrás, a moeda valia R$ 2,309 na venda, alta de 0,65%.

Ontem, a queda acentuada na venda de imóveis novos nos EUA e balanços pouco animadores estimularam uma realização de lucro tanto aqui quanto em Wall Street. O Ibovespa, que vinha de quatro pregões seguidos de alta, perdeu 1,46%, fechando aos 39.638 pontos. O giro financeiro foi baixo, de R$ 2,83 bilhões. Em Wall Street, as quedas foram mais acentuadas, o Dow Jones caiu 2,70% e o Nasdaq recuou 3,24%.

Na Ásia, a semana acabou de maneira negativa. A Bolsa de Tóquio caiu 3,12% em meio a fracos balanços e dados econômicos negativos. A Toyota, por exemplo, apontou queda de 90% no lucro do último trimestre de 2008. Já a fabricante de eletrônicos NEC anunciou a demissão de 20 mil funcionários, depois de ver seu lucro cair 72% entre outubro e dezembro do ano passado. Em Seul, as perdas foram menores, de 0,38%. Hong Kong teve elevação de 0,94%. Xangai permaneceu sem pregão.

(Eduardo Campos | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG