Tamanho do texto

LONDRES - O principal índice das ações européias subiu nesta quarta-feira, animado pela queda do petróleo e pela alta do dólar, que dava suporte às ações do setor automotivo. O resultado trimestral positivo da Wells Fargo também ajudou, dando combustível para o setor bancário.

De acordo com dados preliminares, o índice FTSEurofirst 300 subiu 0,44%, para 1.114 pontos.

A queda de US$ 5 do petróleo após o aumento maior do que o esperado dos estoques dos Estados Unidos deu ânimo às ações de empresas aéreas. A Air France-KLM subiu 7,8%, a Lufthansa avançou 4,8% e a British Airways teve alta de 6,9%.

Enquanto isso, as ações do setor automotivo subiram com a alta do dólar diante o euro. A recuperação da moeda norte-americana ocorreu após o chairman do Federal Reserve, Ben Bernanke, afirmar em audiência na Câmara que uma intervenção cambial pode acontecer em algumas condições específicas.

Os bancos, que foram a maior influência negativa no mercado no começo do dia, terminaram em alta após o resultado surpreendentemente forte do Wells Fargo no trimestre.

Mas o gestor de ativos da Alpha Trading Stefan de Schutter colocou em dúvida a longevidade do otimismo mostrado no final do pregão.

'Estávamos muito vendidos antes, e essa foi uma recuperação técnica. Os comentários do Bernanke foram um grande impulso, mas no fim das contas não mudou nada de fato', disse.

Em Londres, o índice Financial Times fechou em baixa de 0,41%, a 5.150 pontos.

Em Frankfurt, o índice DAX subiu 1,21%, para 6.155 pontos.

Em Paris, o índice CAC-40 avançou 1,26%, para 4.112 pontos.

Em Milão, o índice Mibtel encerrou em alta de 0,42%, a 20.923 pontos.

Em Madri, o índice Ibex-35 registrou ganho de 1,22%, para 11.287 pontos.

Em Lisboa, o índice PSI20 teve valorização de 1,41%, para 8.124 pontos.

(Reportagem de Patrizia Kokot)

Leia mais sobre Bolsa de valores