Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Mercado acionário dos EUA teve boa semana no pior mês

SÃO PAULO - As bolsas de valores americanas tiveram em outubro um dos piores meses já registrados, mas sinais de descongelamento dos mercados de crédito impulsionaram as ações na sexta-feira. O índice Dow Jones teve alta de 1,57%, a 9.

Valor Online |

325 pontos. O Standard & Poor´s 500 subiu 1,54%, a 968 pontos. O Nasdaq avançou 1,32%, a 1.720 pontos.

Na melhor semana desde outubro de 1974, o Dow subiu 11,3%. O S & P 500 avançou 10,5% no período, maior alta semanal desde janeiro de 1980. O Nasdaq ganhou 10,9% na semana.

Já o mês de outubro foi completamente diferente, com a pior queda percentual do Dow desde agosto de 1998 e desde a crise de outubro de 1987 para o S & P 500. Para o Nasdaq, o recuo mensal foi o maior desde fevereiro de 2001.

As bolsas de valores européias fecharam em alta, no quarto dia de rali, impulsionadas pelos papéis do setor petrolífero e farmacêutico. No final da sessão, houve alta no setor bancário, apesar das ações do Barclays terem caído depois que o banco vendeu participação a investidores do Oriente Médio. O índice das principais ações européias FTSEurofirst 300 registrou alta de 2,79% (928 pontos).

O índice registrou valorização de 11,9% na semana, mas teve perda de 12,7% em outubro, na pior queda desde setembro de 2002, quadro alimentado pela crise de crédito e pela consequente desaceleração econômica.

O consenso geral é que é uma reação de vôo da galinha, segundo afirmou Gareth Williams, estrategista de ações européias do ING. " Mas ainda é cedo para dizer. Há muitos sinais positivos vindo de vários tipos de fontes " , disse.

Houve demanda por papéis de empresas farmacêuticas dada a qualidade defensiva dessas ações, com GlaxoSmithKline em alta de 4,36%, Roche disparando 9,6%, Novartis subindo 5% e Shire se valorizando em 4,5%.

As ações do setor petrolífero se recuperaram ante perdas da véspera, apesar de declínio de 2,55% no preço do barril negociado em Nova York. As ações de Total, ENI, BP e Royal Dutch Shell registraram alta entre 2,5 e 4,3%.

Em Londres, o índice Financial Times fechou em alta de 2%, a 4.377 pontos. O DAX, de Frankfurt, aumentou 2,44% (4.987 pontos). Subiram as bolsas de Paris (2,33%), Milão (2,57%), Madri (3,32%) e Lisboa (1,69%).

(Valor Econômico, com agências internacionais)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG