Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Mercadante: crédito da Caixa foi alternativa à Petrobras

O senador Aloizio Mercadante (PT-SP) afirmou que o empréstimo feito pela Petrobras junto à Caixa Econômica Federal (CEF) foi em substituição às linhas de crédito internacionais. Mercadante disse que conversou ontem com o presidente da Petrobras, José Sérgio Gabrielli, que teria explicado para ele que a busca de financiamento interno é em decorrência da contração do crédito externo.

Agência Estado |

Gabrielli disse que todas as operações da companhia são informadas à Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e que será enviada ao Senado, provavelmente ainda esta manhã, uma nota técnica com detalhes da operação. Gabrielli teria dito ainda ao senador que pesaram na decisão da empresa a desvalorização do real ante o dólar e o recuo dos preços do petróleo.

Segundo o senador, a crise financeira internacional teve forte influência nas instituições financeiras do mundo todo e que muitos bancos sofreram intervenções fortíssimas. Ele ressaltou ainda, que no mundo atual, qualquer grande empresa precisa de financiamento. Mercadante explicou que o Senado só pode convocar ministros de Estado e, no caso de presidente de estatais, como o de Gabrielli, eles só podem ser convidados. Ele informou que a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) fará o convite.

Já o senador Renato Casagrande (PSB-ES) disse que o presidente da Petrobras assegurou a ele que não há problema de caixa na empresa. Casagrande conversou ontem à noite, pelo telefone, com Gabrielli sobre o empréstimo feito pela Caixa à estatal. O senador disse que operações como esta "são normais". Segundo Casagrande, a operação foi feita com a Caixa porque foi a instituição que apresentou as melhores condições de financiamento. "Se tem problema, não dá ainda para dizer. Vamos olhar com calma", ponderou.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG