Tamanho do texto

O presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, informou que o Conselho Monetário Nacional (CMN) vai aprovar resolução que permite a aplicação das reservas internacionais para viabilizar o pagamento de dívidas externas de empresas privadas que vencem em 2009. Segundo Meirelles, com o agravamento da crise internacional, o mercado de crédito no exterior ficou muito restrito e, com isso, as empresas começaram a buscar o mercado interno para captar recursos, pressionando o custo financeiro do crédito no Brasil.

Com a medida, o governo tenta reduzir o custo do crédito interno.

Meirelles explicou que a medida será operacionalizada da seguinte forma: o Banco Central emprestará recursos das reservas para os bancos, que, por sua vez, repassarão os recursos para as empresas que tiverem dívidas a pagar no ano que vem, nos termos da Medida Provisória 442.

Na entrevista coletiva que acontece neste momento, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, afirmou que as ações que estão sendo anunciadas neste momento têm por objetivo estimular o crescimento econômico, elevando o volume de crédito, reduzindo custos financeiros e desonerando tributos.