Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Meirelles diz que cadastro positivo pode ajudar a agilizar crédito

SÃO PAULO - Aproveitando sugestão feita pelo senador petista Aloizio Mercadante (SP), o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, disse hoje que vai avaliar, junto ao departamento jurídico do BC, uma forma de dar mais segurança aos bancos em casos de informações sobre recebíveis dados como garantias por empresas para obtenção de empréstimos no sistema bancário. Tal medida, segundo Meirelles, poderia ser inserida no projeto de cadastro positivo que está parado no Congresso.

Valor Online |

Segundo Mercadante, em conversa com um banqueiro ele teria ouvido um exemplo de insegurança na liberação de crédito. Pequenas e médias empresas que procuram tal banco para obter empréstimos oferecem como garantia um recebível de uma grande empresa, mas o banco não tem como avaliar se esse mesmo título já teria sido empenhado em outros empréstimos.

"A sugestão seria criar um dispositivo em que a grande empresa credora informasse se aquele título já foi usado antes como garantia. Isso daria mais segurança e agilidade para fazer empréstimos", explicou o senador.

A idéia foi bem recebida por Meirelles. "Vou analisar cuidadosamente ainda hoje com o departamento jurídico do BC", disse o dirigente, acrescentando que a sugestão estaria no bojo do projeto de cadastro positivo, que está tramitando no Congresso Nacional.

Segundo ele, um dispositivo nesse sentido permitiria que tomadores e credores, devidamente autorizados, compartilhassem informações que agilizassem a concessão de crédito. "É o momento de conversarmos com os parlamentares para dar prioridade a esse tipo de coisa", cutucou Meirelles na resposta ao senador.

(Bianca Ribeiro | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG