Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Meirelles: concessão de crédito está menor este mês

O presidente do Banco Central (BC), Henrique Meirelles, afirmou hoje que houve redução em novas concessões de crédito geral nos primeiros dez dias de outubro em relação a setembro, que assim como agosto foi um mês muito forte. Ainda temos volumes elevados.

Agência Estado |

E os números ainda são maiores do que os de outubro de 2007", afirmou. De acordo com Meirelles, o BC está atento e monitorando as concessões de crédito.

Em entrevista à imprensa hoje à tarde em São Paulo, o presidente do BC disse que as novas medidas do depósito compulsório estão sendo usadas normalmente, ainda que haja um processo até que os recursos liberados pelo BC aos bancos sejam efetivamente aplicados. Com a compra de carteiras de crédito de instituições menores por grandes bancos, Meirelles disse que já há uma diminuição substancial do empoçamento da liquidez dos bancos menores. Ele lembrou, entretanto, que as instituições têm folha de pagamento a cumprir. E para que isso seja feito, precisam realizar empréstimos. "Não seria razoável pensar que os bancos trabalhariam com prejuízo", disse, lembrando que atualmente há uma greve de bancários no País solicitando aumento de salário.

Reuniões

O presidente do BC minimizou a freqüência das reuniões que vêm ocorrendo entre o governo e instituições financeiras, como a que o ministro da Fazenda, Guido Mantega, estaria tendo com representantes de grandes bancos hoje. "Isso faz parte das atribuições das autoridades", afirmou Meirelles. "Temos tido reuniões freqüentes com bancos, a indústria e o comércio, toda estrutura produtiva brasileira." De acordo com ele, os temas mais freqüentes desses encontros são o quadro de crédito no Brasil e a crise financeira internacional.

Meirelles minimizou também a possibilidade de os bancos estarem retendo o crédito, como forma de provisionamento para possíveis ações jurídicas futuras de companhias que perderam recursos com a alta do dólar. "Os bancos têm por norma prudencial fazer o provisionamento adequado para que sua contabilidade espelhe este ou qualquer outro problema", argumentou. "É importante saber que os balanços dos bancos refletem a realidade", acrescentou. Segundo ele, esse procedimento é realizado no Brasil porque, ao contrário de outros países, a legislação brasileira é rigorosa. Meirelles lembrou que isso prova que esta recomendação mostra-se bastante positiva e útil neste momento.

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG