Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Meirelles admite crescimento menor da economia, afirma relator do Orçamento

O relator-geral do Orçamento de 2009, senador Delcídio Amaral (PT-MS), afirmou nesta quinta-feira que o presidente do Banco Central, Henrique Meirelles, acredita que a crise financeira internacional pode comprometer o desempenho da economia brasileira em 2009.

Carol Pires, Último Segundo/Santafé Idéias |

Ele [Henrique Meirelles] fez uma explanação clara de que a situação é delicada. Não há motivo para ninguém estar otimista. As bolsas estão em queda, há uma insegurança política nos Estados Unidos, evidente que a preocupação agora é com o crescimento, explicou Delcídio, que esteve reunido com o presidente do BC hoje pela manhã.

Meirelles observou na reunião que, devido à crise, a Alemanha já está com previsão de 0,2% de crescimento, e a França, com crescimento negativo. Evidentemente se já havia uma preocupação no sistema financeiro, agora é com o crescimento e claro que isso vai se refletir aqui. Indubitavelmente teremos um crescimento menor, afirmou Delcídio.

Orçamento

Delcídio Amaral aguarda a revisão dos parâmetros orçamentários pelo Executivo para apresentar seu parecer preliminar à Comissão Mista de Orçamento do Congresso Nacional. Será a partir da resposta do governo que o senador decidirá onde fará cortes no projeto orçamentário do próximo ano.

Segundo Delcídio, os cortes devem atingir, sobretudo, a área de custeio da máquina pública, o cancelamento de concursos e a revisão de reajustes dos servidores. Ele garante manter, porém, que o salário mínimo de R$ 464,72 e os investimentos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC).

Mais notícias

 

Para saber mais

 

Serviço 

 

Opinião

Leia tudo sobre: orçamento

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG