Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Medvedev diz que sanção dos EUA a empresa russa é concorrência desleal

Moscou, 28 out (EFE).- O presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, afirmou hoje que as sanções impostas pelos Estados Unidos à exportadora de armas russa Rosoboronexport é concorrência desleal e não afetarão ao país.

EFE |

"Isto é concorrência desleal. Trata-se de uma tentativa de eliminar concorrentes", declarou o chefe do Kremlin, citado pela agência "Interfax", em reunião dedicada aos problemas da cooperação militar com outros países.

O departamento de Estado americano incluiu em agosto passado a Rosoboronexport em uma lista de 12 companhias sancionadas por fornecerem a Irã, Coréia do Norte e Síria equipamentos e tecnologia que potencialmente podem ser usados na fabricação de armas de destruição em massa.

As sanções, que entraram em vigor na semana passada e terão uma vigência de dois anos, incluem a proibição de assinar contratos e desenvolver programas conjuntos com as empresas envolvidas.

"O mais importante para nós é que esta decisão (a imposição de sanções) praticamente não nos afeta, e aqueles que a adotaram devem saber disto", declarou Medvedev.

O presidente russo ressaltou que a bolsa de pedidos da Rosoboronexport atualmente se avalia em mais de US$ 30 bilhões.

Acrescentou que nos nove primeiros meses do ano a soma da exportações de armamento do país foi superior ao mesmo período de 2007, ano no qual a Rússia vendeu armas para o exterior por mais de US$ 7,5 bilhões.

Na semana passada, o ministro de Assuntos Exteriores da Rússia, Serguei Lavrov, afirmou que as sanções americanas contra a Rosoboronexport afetarão às relações entre Moscou e Washington. EFE bsi/fal

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG