Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Medvedev defende sistema financeiro mundial que inclua o Brasil

Evian (França), 8 out (EFE) - O presidente russo, Dmitri Medvedev, disse hoje que apóia a criação de um novo sistema financeiro mundial do qual participe não apenas o Grupo dos Oito (G8, sete nações mais industrializadas do mundo e a Rússia), mas também outras economias-chave, entre as quais citou o Brasil.

EFE |

Segundo o chefe de Estado russo, também deveriam fazer parte desse mecanismo países como China, Índia, México e África do Sul.

"Em qualquer caso, a Europa não deve ser o elo fraco na cadeia", disse Medvedev em discurso na World Policy Conference em Evian, na qual propôs "mudar a arquitetura global financeira e criar novas instituições".

O presidente russo destacou que achava muito oportuna a idéia do governante francês, Nicolas Sarkozy, de realizar uma reunião multilateral para examinar os problemas acumulados no sistema financeiro.

Medvedev ressaltou que a atual crise deve ser aproveitada para "limpar e aproveitar ao máximo o período de crescimento", e que é preciso consolidar o sistema de gestão de riscos.

O presidente russo considerou que a grave crise financeira vivida atualmente foi causada, em parte, pelo "egoísmo econômico nacional", em referência aos Estados Unidos, e seu desejo de ser o grande regulador do mundo, em suas palavras.

Além disso, incluiu essa característica como mais um aspecto do "enfoque unipolar" que se queria implantar. EFE vh/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG