Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Medvedev critica falta de organização de cúpula do G20 em Londres

Moscou, 4 fev (EFE).- O presidente russo, Dmitri Medvedev, criticou hoje a falta de organização da cúpula que Grupo dos Vinte (G20, que reúne os países mais ricos e principais emergentes) fará no dia 2 de abril, e deu a entender que viajará para Londres só se houver documentos pactuados para sua assinatura.

EFE |

"Não faz sentido dar um passeio até Londres só para se reunir e conversar. Para viajar, é preciso assinar documentos e colocar os alicerces de uma ação conjunta contra a crise global", disse o líder russo em entrevista coletiva transmitida pela televisão.

O chefe do Kremlin criticou o fato de, "por enquanto, não haver um ponto de vista comum sobre as vias para superar a crise" entre os integrantes do grupo, e que "ainda resta muito trabalho a fazer" para pactuar suas posturas e políticas econômicas e financeiras.

"Por enquanto, os debates a respeito avançam muito lentamente, o que me preocupa extremamente", afirmou Medvedev, que participou da primeira cúpula do G20, realizada em novembro, em Washington.

O líder russo acrescentou que o país, ao participar dos trabalhos do G20, pactuará sua postura com a dos vizinhos da comunidade pós-soviética, a alguns dos quais Moscou ajuda a superar a crise com empréstimos e descontos no preço de hidrocarbonetos.

O jornal digital "Newsru.com" atribuiu a ameaça velada de Medvedev de não ir a Londres à sua possível irritação com os líderes europeus que não foram a Moscou à cúpula internacional que o presidente russo tinha convocado em janeiro para buscar soluções à "guerra do gás" com a Ucrânia, que afetou grande parte da Europa.

EFE si/db

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG