Tamanho do texto

Moscou, 2 out (EFE).- O presidente russo, Dmitri Medvedev, disse hoje que a era do domínio econômico dos Estados Unidos acabou e que o mundo precisa de um sistema financeiro mais justo.

"Os problemas gerados pela crise financeira mostram que a era do domínio de uma só economia e de uma só divisa ficou no passado", disse Medvedev, ao assistir junto com a chanceler alemã, Angela Merkel, a um fórum político em São Petersburgo.

Na opinião do chefe do Kremlin, "para resolver a crise atual, gerada em considerável medida pelo egoísmo financeiro, são necessárias medidas coletivas", segundo a agência "Interfax".

"Devemos trabalhar juntos na formação de um sistema econômico e financeiro mundial novo e mais justo, e procurar que este seja baseado nos princípios do multilateralismo, a supremacia da lei e o respeito mútuo dos interesses".

"Os últimos eventos mostram que nenhum país, por mais forte que seja, pode se fazer de 'megarregulador'. Por isso, precisamos de novos mecanismos de adoção de decisões coletivas e de responsabilidade coletiva", disse.

O primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, acusou na quarta-feira as autoridades dos Estados Unidos de serem "incapazes" de tomar as medidas necessárias para frear a atual crise financeira.

"Não é tanto a irresponsabilidade de funcionários concretos, mas irresponsabilidade do sistema que, como é sabido, pretendia ser líder mundial", disse Putin durante uma reunião do Governo russo.

Putin ressaltou que todos os problemas nas bolsas russas têm sua origem no sistema financeiro americano. EFE si/an