Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Médicos da cúpula do Apec atenderam cerca de 100 emergências

Lima, 23 nov (EFE).- Os médicos deslocados para a assistência de saúde dos 8 mil presentes registrados na cúpula do Fórum de Cooperação Econômica Ásia-Pacífico (Apec) atenderam cerca de 100 emergências, principalmente casos de mal-estar estomacal e problemas com as repentinas mudanças de clima, informou hoje o Governo peruano.

EFE |

A maioria dos atendimentos médicos foi devido a problemas de hipertensão e gastrintestinais entre os membros das 21 delegações visitantes e os jornalistas da região Ásia-Pacífico, disse o presidente da Comissão Multisetorial de Saúde, Abel Salinas.

O clima em Lima se caracteriza nesta época por horas de calor ao meio-dia, mas vento frio nas manhãs e noites.

Por esse motivo, alguns dos pratos típicos que costumam usar verduras frescas e peixes, como o cebiche, podem estragar com mais facilidade e provocar mal-estar.

O Ministério da Saúde dispôs unidades de atendimento na sede do quartel-general do Exército, onde acontecem as reuniões da cúpula, no aeroporto, na fortaleza de Real Felipe de Callao, no museu da Nação e nos hotéis da capital.

Salinas esclareceu que não houve nenhum caso grave, entre os atendimentos oferecidos aos visitantes.

A cúpula de líderes do Apec termina hoje com um almoço de honra nos salões de Palácio de Governo, onde o presidente peruano, Alan García, deve oferecer a seus hóspedes o melhor da gastronomia local.

EFE mmr/an

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG