Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Medial construirá mais quatro hospitais em São Paulo até 2011

SÃO PAULO - A fim de consolidar a sua rede própria, que já conta com 11 hospitais, a operadora de planos de saúde Medial construirá mais quatro hospitais em São Paulo até 2011, cujo valor dos investimentos ainda está em análise. O único que já está em andamento é o Hospital Alvorada Paulista, previsto para ser inaugurado no próximo ano e que até o momento demandou investimentos de R$ 134 milhões, sendo R$ 77 milhões provenientes de recursos do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES).

Valor Online |

O anúncio foi feito ontem pelo presidente da Medial, Emilio Carazzai, durante a divulgação do balanço do terceiro trimestre. Nesse período, a Medial registrou um prejuízo de R$ 1,8 milhão, pela legislação societária, comparado a um lucro de R$ 4,9 milhões no mesmo intervalo de 2007. A piora no resultado foi motivada pelo aumento da sinistralidade e das despesas comerciais com a venda de planos, segundo Vitor Fagá, diretor financeiro e de relações com investidores da Medial.

Apenas nos últimos três meses, a Medial conquistou 133 mil novos beneficiários, o que gerou uma despesa comercial com vendas de R$ 30 milhões. No mesmo período de 2007, esses gastos somaram R$ 23 milhões, segundo Fagá. Com os novos clientes, a operadora passa a contar com uma carteira de 1,5 milhão de vidas - uma das maiores do mercado nacional. A receita operacional líquida aumentou 11%, atingindo R$ 468,5 milhões no trimestre encerrado em setembro de 2008.

No acumulado do ano, o faturamento foi de R$ 1,4 bilhão, o que representa uma alta de 22% em relação aos nove primeiros meses de 2007. O lucro líquido avançou foi de R$ 14,8 milhões, comparado com R$ 15,7 milhões em 2007.

Na semana passada, a Medial anunciou a compra do laboratório de análises clínicas SAE por R$ 18 milhões. Durante a teleconferência, os executivos da Medial destacaram que as empresas de seu interesse são os planos de saúde com mais de 80 mil vidas, os hospitais com pelo menos 100 leitos e os centros de diagnósticos. Atualmente, a operadora de saúde possui cerca de R$ 207,6 milhões em caixa para aquisições.

(Beth Koike | Valor Econômico)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG