A Assessoria de Imprensa do Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC) corrigiu a declaração do ministro Miguel Jorge, que consta do texto divulgado anteriormente de que a isenção de PIS e Cofins sobre o trigo nacional já havia se esgotado. Segundo o ministério, a isenção está em vigor, até o final do mês de junho, e o governo analisa pedido do setor para que a suspensão seja feita em caráter definitivo.

O ministro havia dito, em entrevista, que a isenção tinha perdido a eficácia em janeiro e que o Ministério da Fazenda estaria estudando a possibilidade de prorrogá-la.

Miguel Jorge informou, na entrevista, que a Câmara de Comércio Exterior (Camex) estuda também a possibilidade de isentar de Imposto de Importação (II) o trigo comprado pelo Brasil de países não integrantes do Mercosul, como Estados Unidos e Canadá.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.