Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Mastercard diz que é cedo para avaliar impacto da crise para crédito

SÃO PAULO - Assim como para a maioria das empresas, a definição sobre o plano de US$ 700 bilhões de socorro ao mercado é a variável que dará à Mastercard melhores condições para avaliar impactos e traçar estratégias. O diretor de marketing da empresa para o Cone Sul, Rogério Bonfiglioli, acredita que o momento é de espera sobre o efeito que, se aprovado, o pacote de resgate americano terá para a economia dos EUA e as demais, inclusive o Brasil.

Valor Online |

"Ainda não se sabe como a crise vai nos impactar", disse.

A redução da liquidez e a possível diminuição da oferta de crédito ao consumo poderiam afetar diretamente os negócios com cartões, tanto para os bancos emissores como para as bandeiras. Mas o executivo acha que ainda é cedo para avaliar.

Além disso a companhia faz questão de frisar que o interesse da bandeira não está associada ao endividamento e sim à migração dos meios de pagamento, como cheques e dinheiro para cartões, sejam de débito ou crédito.

(Bianca Ribeiro | Valor Online)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG