Publicidade
Publicidade - Super banner
enhanced by Google
 

Marta e Kassab trocam farpas sobre rodízio de caminhões

SÃO PAULO - A candidata do PT à Prefeitura de São Paulo, ex-ministra Marta Suplicy, disse ontem que pretende diminuir a carga tributária. Criticada por ter criado taxas quando foi prefeita da cidade, Marta disse que a redução da carga pode começar pelo Imposto Sobre Serviços (ISS).

Valor Online |

A petista mencionou diversas vezes a gestão do prefeito Gilberto Kassab (DEM) ontem em seminário na Fundação Armando Álvares Penteado. Ela ainda afirmou que a gestão atual reduziu brutalmente as isenções do IPTU.

A ex-ministra criticou a ação de Kassab no centro de São Paulo. Ela disse que não houve planejamento. Até tentaram fazer a cracolândia e não deu certo , afirmou. Segundo ela, a atual gestão herdou R$ 80 milhões em caixa para obras no centro, e investiu apenas R$ 4 milhões.

Outra crítica de Marta, teve resposta de Kassab. Segundo a petista, o rodízio de caminhões implantado pelo prefeito não pode ser feito de forma improvisada . O prefeito de São Paulo rebateu petista e disse lamentar que ela (Marta) não tenha percebido que a medida tenha dado certo . Kassab garantiu que as regras do rodízio de caminhões serão mantidas. No entanto, voltou a afirmar que poderão ser feitos alguns ajustes futuros com a continuidade das obras do Rodoanel.

Já o candidato tucano, Geraldo Alckmin, decidiu convocar um mutirão contra a sujeira deixada por candidatos durante a campanha eleitoral. Em corpo-a-corpo na região do Cambuci (região central de São Paulo), Alckmin convidou, diante da imprensa, seus cabos-eleitorais a limparem as ruas pelas quais passaram com o objetivo de evitar que santinhos e outros materiais de campanha sujem a cidade. Estão todos convidados, se caiu um papel no chão nós vamos limpar, não vamos deixar sujeira de campanha sujar a cidade , afirmou o candidato.

Logo em seguida, ao voltar pela mesma rua que acabara de passar, interrompeu a caminhada por algumas vezes para recolher papéis espalhados no chão. No entanto, o apelo do tucano não foi totalmente atendido por seus correligionários. A poucos passos do local onde falou com jornalistas, panfletos de candidatos a vereador que acompanhavam Alckmin foram esquecidos. No restante do trajeto percorrido, embora reduzido, o lixo de campanha também era facilmente encontrado pela rua.

(Valor Econômico)

Leia tudo sobre: home

Notícias Relacionadas


Mais destaques

Destaques da home iG