Tamanho do texto

Um comboio naval chinês chegou nesta terça-feira ao Golfo de Aden em uma missão sem precedentes para proteger os navios mercantes da China dos piratas somalis, escoltando as primeiras quatro embarcações, informou a imprensa oficial em Pequim.

As quatro naves escoltadas são navios de mercadorias chineses, incluindo um de Hong Kong, informou a agência de notícias Xinhua (Nova China).

A missão naval, para a qual foram mobilizados dois destróieres e um navio de abastecimento, é a primeira missão de combate potencial da frota além de suas águas territoriais em séculos.

dma/fp

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.