SÃO PAULO - A senadora Marina Silva, pré-candidata do PV à Presidência nas eleições de outubro, encaminhou hoje um requerimento à Mesa Diretora do Senado no qual pede licença de suas atividades na Casa até 17 de junho para se dedicar à pré-campanha. A decisão foi anunciada em nota divulgada pela assessoria de imprensa no site da senadora.

Segundo ela, a opção pela licença foi baseada"diante das diversas tarefas que lhe foram confiadas pelo PV, como a reestruturação programática"do partido e a elaboração de um plano de governo com vistas à eleição. Marina, no entanto, ressaltou que pode voltar ao Senado,"se isso for importante para a defesa dos interesses nacionais", antes da data estabelecida. Pelo regimento da Casa, um parlamentar pode ficar afastada para tratar de assuntos particulares por até 120 dias."Até 17 de junho, a senadora espera ter concluído esta fase dos trabalhos do PV." Marina visita, no sábado, o município de Ribeirão Preto, no interior paulista, junto com os pré-candidatos ao governo, Fabio Feldmann e ao Senado, Ricardo Young. Na pauta do encontro, está a a discussão de propostas para o Projeto São Paulo Sustentável, que vai embasar o plano de governo dos verdes para o Estado. (Fernando Taquari | Valor)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.