Cerca de R$ 700 milhões dos R$ 3,5 bilhões que o governo do Estado de São Paulo vai receber pela outorga das rodovias concedidas ontem à iniciativa privada serão investidos no alargamento e na modernização da Marginal do Rio Tietê, segundo informou ontem o governador José Serra (PSDB), após o leilão dos cinco lotes de rodovias. As obras incluem 15 quilômetros da marginal e terão início nos primeiros meses de 2009 e a conclusão ao longo de 2010.

A Triunfo Participações, vencedora da licitação da Rodovia Ayrton Senna/Carvalho Pinto, será responsável por outra parte das obras na Marginal do Tietê. Segundo Serra, a empresa terá de construir mais uma pista na marginal, a partir da Rodovia Dutra. A concessionária que administra a Rodovia Castelo Branco deverá ficar com outra parte da obra, próxima da área de concessão. "O miolo da marginal ficará com o governo do Estado. Assim, conseguiremos eliminar um grande gargalo do trânsito de São Paulo", destacou o governador, ao lado do prefeito Gilberto Kassab.

Uma das propostas do governo é criar uma terceira via auxiliar entre a pista local e a expressa na marginal. Além disso, estão previstas novas alças de acesso para modernizar uma dos principais vias da capital paulista, palco dos maiores congestionamentos da cidade.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.