SÃO PAULO - O frigorífico Marfrig vai continuar exportando carne para os Estados Unidos a partir de suas unidades localizadas no Uruguai e Argentina. Essas unidades vão embarcar carne cozida e beef jerky (espécie de carne seca) para o mercado americano enquanto as exportações brasileiras estiverem suspensas. No primeiro semestre de 2008 as vendas de carne cozida aos Estados Unidos representaram 4,2% das exportações de carne bovina processada da Marfrig a partir do Brasil, informa comunicado da empresa.

O Ministério da Agricultura suspendeu a emissão do Certificado Sanitário Internacional que permite a exportação de a carne bovina processada para os EUA até que seja analisado o cumprimento das exigências feitas pelos americanos.

Nesta semana, o Ministério começa a fazer auditorias nos frigoríficos brasileiros habilitados a vender para esse mercado.

Além disso, Brasil e EUA fecharam uma agenda de ações corretivas, que inclui o treinamento e reciclagem de técnicos de inspeção, dos frigoríficos e das auditorias. O relatório dessas ações será enviado pelo governo brasileiro ao órgão responsável no governo americano, que depois irá agendar uma missão para nova inspeção amostral até o fim do mês de agosto.

Em 15 de agosto, a Marfrig começa a produzir na unidade arrendada de Fray Bentos, no Uruguai, o que vai ampliar o fornecimento de produtos para os EUA. Essa unidade tem capacidade de produção de 115 toneladas diárias de produtos enlatados e 10 toneladas ao dia de beef jerky.

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.