RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Petrobras prevê encerrar a parada programada para manutenção da refinaria de Paulínia (Replan) em maio, afirmou nesta quarta-feira o diretor de Abastecimento, Paulo Roberto Costa.

O presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, havia informado no final de março que haveria mais paradas programadas do que no ano passado, sendo a principal delas na Replan.

RIO DE JANEIRO (Reuters) - A Petrobras prevê encerrar a parada programada para manutenção da refinaria de Paulínia (Replan) em maio, afirmou nesta quarta-feira o diretor de Abastecimento, Paulo Roberto Costa.

O presidente da Petrobras, José Sergio Gabrielli, havia informado no final de março que haveria mais paradas programadas do que no ano passado, sendo a principal delas na Replan.

Paradas programadas são comuns na indústria de petróleo e geralmente não afetam a produção, com o equilíbrio feito por outras refinarias da companhia.

Costa disse ainda que a empresa continuou importando gasolina durante o mês de março, mas que espera encerrar as aquisições até maio.

O Brasil começou a importar gasolina em fevereiro devido à escassez de etanol no mercado, o que elevou os preços do biocombustível

(Por Brian Ellsworth)

    Faça seus comentários sobre esta matéria mais abaixo.